MENU

Comprar um imóvel ou investir em um fundo?

Comprar um imóvel ou investir em um fundo?

Atualizado: Quarta-feira, 29 Abril de 2009 as 12

"Tenho R$ 100 mil. Devo aplicar este valor e continuar pagando aluguel ou comprar um apartamento com este dinheiro?"

Atualmente esta é uma questão que esta sendo cuidadosamente analisada por muita gente. Até alguns anos atrás, as pessoas pensavam somente em comprar um imóvel com este dinheiro e acreditavam estar jogando dinheiro fora pagando aluguel. A prioridade era ter a casa própria.

As pessoas querem aproveitar as boas oportunidades no mercado financeiro, de tal maneira que possam tirar o melhor proveito possível do dinheiro que possuem. A estabilidade da moeda brasileira e a baixa inflação possibilitaram que o mercado de investimentos financeiros se desenvolvesse trazendo diversas oportunidades aos investidores. O investimento mais conhecido dos brasileiros, antes da década de noventa, eram os imóveis. Muitas pessoas de mais idade acreditam que a casa tem que ser própria e que o melhor investimento é imóvel.

Entendo perfeitamente este ponto de vista pois trata-se de uma questão cultural em função da instabilidade econômica que o Brasil viveu por muitos anos. Entretanto, hoje o sistema financeiro evoluiu muito com a estabilidade econômica e temos diversos investimentos seguros e rentáveis, como por exemplo, os fundos de investimentos.

Sendo assim, acredito que na maioria dos casos, investir os R$ 100mil reais e pagar aluguel é a melhor alternativa. Na maioria das cidades brasileiras o valor do aluguel de um imóvel corresponde a aproximadamente 0,5% do valor dele. Ou seja, um apartamento no valor de R$ 100mil tem um aluguel mensal de R$ 500,00. Um investimento financeiro bem aplicado, rende pelo menos o valor do CDI, em média 0,9% ao mês, descontando-se o imposto de renda, temos um rendimento líquido de 0,765% ou R$ 765,00 ao mês de rendimento. Portanto, é mais interessante pagar aluguel e ficar com o lucro de R$ 265,00, reinvestindo e aumentando o patrimônio mais rapidamente.

A principal vantagem do aluguel, em minha opinião, é a flexibilidade. Uma pessoa pode querer mudar de residência por diversos motivos, entre eles:

a) não gostar do bairro;

b) precisar de um imóvel maior porque a família cresceu;

c) morar mais perto da nova escola dos filhos;

d) querer um imóvel menor porque os filhos cresceram e saíram de casa;

e) mudar de emprego, para o outro lado da cidade.

É muito mais fácil mudar várias vezes de um imóvel alugado do que de um próprio. Cada vez que se muda de um próprio, tem-se os custos com documentação (escritura e etc.), a taxa de corretagem do corretor, e o tempo necessário para realizar a venda. Além disto, a pessoa tem o risco de precisar vender o imóvel num momento de queda nos valores dos imóveis, perdendo dinheiro na venda.

Por outro lado, acredito que em alguns casos vale a pena comprar um imóvel, por exemplo quando a pessoa tem um valor significativo no fundo de garantia (FGTS), pelo menos 25% do valor do imóvel; ou quando a pessoa já está com a vida estabilizada (filhos, escola, emprego) e recursos suficientes para comprar o imóvel à vista.

Mas caso a opção pela compra de um imóvel seja realizada, deve-se ter muito cuidado com os acabamentos do apartamento, pois aqui mora o perigo!! Tenho visto que as pessoas gastam muito dinheiro nos armários, pisos e banheiros. No imóvel próprio a pessoa sempre pensa que deve colocar os melhores armários, os melhores pisos, as melhores peças de banheiro e etc. e todos sabem que neste caso os melhores são traduzidos em mais caros!! Assim a pessoa gasta rios de dinheiro nos acabamentos e assume dívidas comprometendo o orçamento por vários meses. Enquanto que num imóvel alugado, é mais fácil aceitar opções boas e mais em conta, e assim pode-se morar muito bem gastando menos!

Viviane Farah Martínez, CFPT -Consultora de Planejamento Financeiro Pessoal

veja também