MENU

Conab eleva projeção da safra recorde 2010/11 para 159,5 mi de toneladas

Conab eleva projeção da safra recorde 2010/11 para 159,5 mi de toneladas

Atualizado: Terça-feira, 10 Maio de 2011 as 10:29

SÃO PAULO - A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) elevou novamente sua estimativa para a produção brasileira de grãos em 2010/11. No oitavo levantamento, divulgado há pouco, a estatal prevê safra de 159,5 milhões de toneladas, um novo recorde. O volume é 2,1 milhões de toneladas (1,3%) maior que o previsto em abril e 10,3 milhões de t (6,9%) maior que o produzido em 2009/10.

Com relação à safra anterior, a área cultivada cresceu 1,83 milhão de hectares (3,9%), para 49,3 milhões de hectares, puxadas pelos cultivos de algodão, feijão, soja e arroz. Não houve alteração na comparação com abril.

A elevação da estimativa de produção deve-se principalmente ao ajuste na previsão da safra soja, cuja colheita já terminou, do milho e do arroz.

De acordo com a Conab, o atraso das chuvas nos meses de preparo do solo e do plantio das principais culturas, sobretudo da soja e do milho de primeira safra, não comprometeu o bom desenvolvimento das lavouras, pois os plantios foram realizados dentro do período recomendado. As chuvas durante o desenvolvimento das lavouras ficaram abaixo do normal, mas fora suficientes para o bom desenvolvimento da safra, que registrou boa produtividade.

Quanto à soja, a Conab elevou a estimativa de produção de 72,2 milhões de toneladas em abril, para 73,6 milhões de t, hoje. Na comparação com a safra anterior, de 68,69 milhões de t, o aumento é de 7,2%.

A Conab também elevou a estimativa da produção de milho, de 55,613 milhões, para 56 milhões de toneladas, entre abril e maio e agora a safra será igual à passada.

A estimativa da produção de arroz também subiu: de 13,46 milhões de t em abril, para 13,9 milhões de t em maio. Na comparação com a safra anterior, o aumento é de 19,2%.

A produção de algodão em pluma deve crescer 70,7%, para 2,03 mi de toneladas, ante a safra anterior.

Café e cana de açúcar

A produção brasileira de café este ano deve alcançar 43,54 milhões de sacas de 60 kg, representando queda de 9,5% em comparação com as 48,09 milhões de sacas colhidas em 2010.

A produção de cana-de-açúcar a ser moída pela indústria sucroalcooleira na safra 2011/2012 deve alcançar recorde de 642 milhões de toneladas. O resultado representa elevação de 2,9% em relação ao ciclo 2010/11.

IBGE

A previsão do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de abril, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), projeta uma safra de 158,7 milhões de toneladas em 2011, com aumento de 2% ante o levantamento de março. Se confirmada, a produção será 6% superior à do ano passado, quando foi de 149,7 milhões de toneladas.

A área da produção agrícola de cereais, leguminosas e oleaginosas a ser colhida em 2011, de 48,6 milhões de hectares, representa um acréscimo de 4,3%, frente à área colhida em 2010. O arroz, o milho e a soja respondem por 82,5% da área a ser colhida, registrando expansão de 2,1%, 4,1% e 2,8%, respectivamente, frente ao ano anterior. Quanto à produção, as três culturas registraram acréscimos de 18,4%, 3,0% e 6,3%.

Regiões

O Paraná mantém a liderança na produção nacional de grãos em 2011, com uma participação de 20,6%, segundo o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgado hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Estado é seguido por Mato Grosso, com 19,9%, e Rio Grande do Sul, com 17,0%.

Entre as regiões do País, o volume da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas é distribuído entre o Sul, com 66,0 milhões de toneladas; Centro-Oeste, com 57,0 milhões de toneladas; Sudeste, com 16,4 milhões de toneladas; Nordeste, com 15,0 milhões de toneladas; e Norte, com 4,3 milhões de toneladas.

Comparativamente ao ano anterior, aumentaram a produção as regiões Norte (7,4%), Nordeste (26,5%), Centro-Oeste (8,5%) e Sul (2,8%). A região Sudeste registrou recuo de 3,8%.

veja também