MENU

Confiança da indústria atinge menor nível desde agosto de 2009

Confiança da indústria atinge menor nível desde agosto de 2009

Atualizado: Quarta-feira, 31 Agosto de 2011 as 9:32

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV) recuou 2,2% entre julho e agosto de 2011, a oitava queda seguida, o que levou o indicador a alcançar o menor nível desde agosto de 2009, divulgou nesta quarta-feira (31) a fundação. Em julho sobre junho, a queda havia sido de 2%.

O ICI passou de 105,0 pontos em julho para 102,7 pontos neste mês. Em agosto de 2009, era de 100,2 pontos. O patarmar ficou, ainda, abaixo da média histórica desde 2003 (104,0 pontos). "A queda do ICI em agosto foi influenciada principalmente pela diminuição da satisfação com o momento atual", aponta a FGV, em nota.

Os dados são da pesquisa Sondagem da Indústria de Transformação. Dentro do estudo, em outro item avaliado, o Índice da Situação Atual (ISA) caiu 3,6%, ao passar para 103,5 pontos, o menor desde setembro de 2009 (103,3). O Índice de Expectativas (IE) recuou 0,7%, para 101,9 pontos, o nível mais baixo desde agosto de 2009 (99,1).

Ambos os indicadores ficaram abaixo das médias históricas recentes, sinalizando um desempenho fraco da indústria no terceiro trimestre de 2011.

Situação atual

Os três indicadores integrantes do ISA estão em queda, diz a FGV, com destaque para o que mede os estoques na indústria: a parcela de empresas que considera o nível de estoques atual como excessivo avançou entre julho e agosto de 6,6% para 9,5%, o maior percentual desde julho de 2009 (10,6%). A proporção de empresas que o avaliam como insuficiente diminuiu de 2,2% para 1,5%, a menor desde fevereiro de 2009 (0,4%).

As perspectivas para o emprego industrial tornaram&S208;se menos favoráveis na comparação com o mês anterior. Das 1.184 empresas consultadas, 22,6% preveem aumentar o efetivo de mão de obra nos três meses seguintes (o menor percentual desde julho de 2009), enquanto 11,9% pretendem reduzi&S208;lo. Em julho, estes percentuais haviam sido de 23,7% e 9,9%, respectivamente.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) caiu de 84,1% para 83,6%, o menor desde novembro de 2009 (82,9%). O nível atual supera em 0,3 ponto percentual (p.p.) a média desde 2003 mas está 1,0 p.p. abaixo da média dos 12 meses anteriores a agosto de 2011.          

veja também