MENU

Copom: principal desafio é preservar resultados favoráveis obtidos nos últimos anos

Copom: principal desafio é preservar resultados favoráveis obtidos nos últimos anos

Atualizado: Quinta-feira, 17 Dezembro de 2009 as 12

O Comitê de Política Monetária (Copom) avaliou na última reunião ocorrida nos dias 8 e 9 de dezembro que a política monetária deve contribuir para a consolidação de um ambiente macroeconômico favorável em horizontes mais longos. O principal desafio passa a ser garantir que os resultados favoráveis obtidos na política monetária nos últimos anos sejam preservados.

No encontro, os integrantes do comitê, formado pela cúpula do Banco Central, observaram que a aversão ao risco e as condições de liquidez (facilidade em converter um ativo em dinheiro) prevalentes nos mercados internacionais continuam mostrando tendência de normalização. Essas informações constam da ata do reunião deste mês que decidiu manter a taxa básica de juros em 8,75% ao ano até o início do próximo ano.

"De fato, desde a última reunião do Comitê, continuaram se acumulando sinais, ainda que sujeitos a reversão, de redução da aversão global ao risco", registrou a ata, lembrando que esses fatos trouxeram impactos tanto sobre os preços de ativos brasileiros quanto sobre os de certas commodities [matérias primas] que vinham influenciando também as condições financeiras no Brasil.

O Copom considerou limitada a probabilidade de que pressões sobre os preços, consideradas inicialmente localizadas, possam apresentar riscos à trajetória de inflação. O Copom entende também que a trajetória dos índices de preços ainda mostram pressões inflacionárias externas contidas. Na visão dos técnicos do BC a influência do cenário internacional sobre o comportamento da inflação doméstica, até o momento, continua "predominantemente benigna".

Por: Daniel Lima

veja também