MENU

Crise nuclear no Japão provoca quedas nas bolsas da Ásia

Crise nuclear no Japão provoca quedas nas bolsas da Ásia

Atualizado: Terça-feira, 12 Abril de 2011 as 8:26

A notícia de que a Agência de Segurança Nuclear do Japão igualou a gravidade do desastre atômico em Fukushima ao de Chernobyl, na Ucrânia, em 1986, levou as principais bolsas da Ásia ao vermelho nesta terça-feira (12).

O Nikkei 225, da bolsa de Tóquio, caiu 1,69%, para 9.55,26 pontos, diante dos temores do mercado quanto às consequências do vazamento de radiação. A possibilidade de novas interrupções na produção das empresas e o fortalecimento do iene provocaram retração nas ações do setor exportador. Os papéis da Toyota recuaram 0,61%, enquanto os da Sony tiveram desvalorização de 2,87%. As ações da Tokyo Electric Power (Tepco), responsável pela usina nuclear de Fukushima, baixaram 10% nesta sessão.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng apresentou queda de 1,34%, aos 23.976,40 pontos, enquanto em Xangai, a baixa no Shanghai Composite foi de 0,05%, para 3.021,37 pontos. O Taiwan Taiex, da bolsa de Taipé, caiu 1,66%, para 8.732,59 pontos, e em Seul, o índice Kospi cedeu 1,55%, para 2.089,40 pontos.

Na bolsa de Sydney, as quedas acentuadas nas ações das mineradoras levaram o S&P/ASX 200 à desvalorização de 1,46%, marcando 4.898,70 pontos. Os papéis da Rio Tinto caíram 1,47%, acompanhados pelos da BHP Billiton, que tiveram retração de 1,33%.

O relatório divulgado ontem pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) contribuiu para o desempenho negativo do mercado. A instituição revisou para baixo a projeção de crescimento para o Japão e os Estados Unidos neste ano, passando a ser de 1,4% e 2,8%, respectivamente.

veja também