MENU

Custo da educação puxa alta do IPCA em fevereiro

Custo da educação puxa alta do IPCA em fevereiro

Atualizado: Sexta-feira, 4 Março de 2011 as 11:04

Responsável por metade da variação do IPCA em fevereiro, o grupo educação sobe na esteira da alta do rendimento, que permite um maior repasse dos aumentos de custo dos colégios, segundo Eulina Nunes dos Santos, coordenadora do IBGE.

Diante disso, o grupo educação subiu 6,12% no acumulado deste ano, acima dos 4,89% de 2010. De 2002 a 2010, a educação teve alta de 93,29%, mais do que a variação acumulada do IPCA no período: 79,20%

"Com a renda crescendo e a demanda em alta, há oportunidade de um ganho maior, de um maior repasse de custos", disse.

A alta do grupo educação se concentra em fevereiro, mês no qual o IBGE capta o reajuste dos colégios --que subiram 6,41% no mês.

Já o grupo alimentação, que vinha em aceleração desde setembro, perdeu força em fevereiro. Subiu 0,23% ante uma alta de 1,16% em janeiro.

Nunes dos Santos ressalta que, apesar da freada "abrupta" dos alimentos em fevereiro, os preços ainda estão num patamar superior ao registrado em setembro do ano passado.

De setembro a fevereiro, os alimentos tiveram alta acumulada de 8,15%, acima dos 4,37% do IPCA no período. O grupo alimentação correspondeu a 44% da inflação no período.

Nunes dos Santos disse que os alimentos subiram tanto que chegaram a um nível que o consumidor segurou as compras e os preços passaram a registrar variações menores em fevereiro.

É o caso das carnes, que tem alta acumulada de 25,17% em 12 meses. No acumulado do ano, porém, registram queda de 3%.

Para março, o IPCA vai captar alguns reajustes de preços administrados, como ônibus urbano em Porto Alegre, taxa de água e esgoto em Brasília e metrô e trem em São Paulo.

Por Pedro Soares

veja também