MENU

Cyrela espera recuperação gradual das margens até o fim do ano

Cyrela espera recuperação gradual das margens até o fim do ano

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 2:06

?>SÃO PAULO - A Cyrela Brazil Realty, incorporadora de empreendimentos residenciais, encerrou o primeiro trimestre do ano com margem bruta de 27,4%, muito abaixo dos 34,8% registrados no mesmo período de 2010. A queda do indicador de lucratividade foi repetidamente questionada por investidores em teleconferência da empresa com analistas nesta sexta-feira. ?>'Esperamos uma recuperação bastante gradual da margem durante os próximos trimestres. Não vai ser uma recuperação explosiva, mas será crescente e consistente', afirmou o diretor de relações com investidores da companhia, Luis Largman. ?>A meta é chegar a uma margem bruta de 27 a 31% neste ano e alcançar os índices históricos, entre 31 e 35%, somente em 2012. ?>A incorporadora tem reduzido o número de parcerias com construtoras, depois de ter atribuído o resultado ruim do ano passado, um dos piores da histórica da companhia, a descontroles orçamentários nessas obras compartilhadas. ?>O número de parceiros já foi reduzido de 16 para sete e, segundo Largman, a empresa vai focar cada vez mais nas regiões onde tem engenharia própria. A participação média da Cyrela nas obras ficou em 78,5% no trimestre. 'A tendência é continuar a aumentar', afirmou. ?>No primeiro trimestre, a Cyrela comprou 31 novos terrenos: 16 em São Paulo, 6 no Rio de Janeiro, 5 nas regiões Norte e Nordeste e 4 no Sul. Há uma concentração no sudeste do país, onde a empresa precisa contar menos com parceiros. ?>O balanço da companhia, entretanto, ainda sente o impacto dos erros passados, já que neste trimestre a maior parte da receita ainda foi proveniente de obras feitas entre 2007 e 2009. 'Com o decorrer do ano, empreendimentos com margem muito baixa saem paulatinamente do mercado', garantiu o executivo em conferência com jornalistas. ?>(Luciana Seabra | Valor)

veja também