MENU

Dados do setor industrial da China abalaram a confiança do investidor

Bolsas asiáticas caem por China e menor esperança

Atualizado: Quarta-feira, 1 Agosto de 2012 as 8:39

As ações asiáticas caíram nesta quarta-feira (1º), ao passo que dados do setor industrial da China abalaram a confiança do investidor e com diminuição das esperanças de ações de estímulo corajosos esta semana pelo Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, e pelo Banco Central Europeu (BCE) para apoiar as frágeis economias.
O Índice de Gerentes de Compras oficial do setor manufatureiro da China caiu para o menor nível em oito meses, para 50,1 em julho ante 50,2 em junho, sugerindo que o setor está crescendo muito pouco. Analistas esperavam um aumento para 50,3.

Os dados destacaram como a segunda maior economia do mundo está perdendo força, e seguiu-se a sinais de desaceleração do crescimento asiático, com os grandes exportadores Japão, Coreia do Sul e Taiwan reportando piora do estresse econômico na terça-feira.

"Está claro que o setor manufatureiro está indo muito mal, e que precisa de apoio de políticas", afirmou o economista sênior e estrategista do Credit Agricole CIB para a Ásia exceto o Japão, Dariusz Kowalczyk.
Os mercados recuperaram parte das perdas depois de uma leitura levemente melhor do Índice de Gerentes de Compras da China do HSBC, que subiu para o maior nível em cinco meses, para 49,3 em julho, de acordo com dados ajustados sazonalmente. Mas o resultado marcou também o nono mês seguido em que o índice do setor privado está abaixo de 50, que divide expansão de contração.
Às 7h56 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne mercados da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 0,11%, depois de chegar a cair 0,6%.

As ações australianas perderam 0,15%. A Austrália é sensível a dados econômicos chineses, uma vez que o país é o principal destino de suas exportações.

As ações chineses contrariaram a tendência de queda e subiram com esperanças de mais afrouxamento de políticas e depois que o regulador de ativos do país encorajou as empresas com capital forte a comprar ações novamente. Hong Kong avançou 0,12% e o índice referencial de Xangai avançou 0,94%.

O índice Nikkei do Japão recuou 0,61%, depois de ceder mais de 1%.

A bolsa de Cingapura teve alta de 0,48%, enquanto Taiwan registrou oscilação negativa de 0,03%.

veja também