MENU

Desacelera preço do metro quadrado no mês

Desacelera preço do metro quadrado no mês

Atualizado: Quarta-feira, 4 Abril de 2012 as 8:56

O índice FipeZap Composto, que acompanha o preço médio do metro quadrado de apartamentos prontos em seis municípios e no Distrito Federal, teve alta de 1,4% em março – oscilação menor que a registrada em fevereiro, quando o indicador avançou 1,5%.

A última vez em que a variação de março foi menor que a de fevereiro foi em 2009, quando o índice subiu 1,1% ante 1,4% do mês anterior.

A maior variação foi observada emBelo Horizonte, onde o preço médio do metro quadrado de apartamentos prontos subiu 2,6%. Já em Salvador, os preços ficaram estáveis. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, a alta foi de 1,3% e 1,4%, respectivamente.

Na média das sete regiões, o valor do metro quadrado anunciado ficou em R$ 6.446 no mês de março. O Distrito Federal segue tendo o metro quadrado mais caro entre as cidades pesquisas: R$ 8.100; seguido por Rio de Janeiro (R$ 7.796) e São Paulo (R$ 6.295). Na outra ponta, Salvador tem o metro quadrado mais barato: R$ 3.688.

Em relação ao número de dormitórios, os imóveis com dois e três dormitórios tiveram a maior alta no período, de 1,6%.

Desaceleração

A tendência de desaceleração observada nos últimos meses permanece, principalmente quando se analisa a alta acumulada em doze meses. O índice composto acumula alta de 23,5% em um ano, sendo que, em fevereiro, este valor foi de 24,8%, e, em janeiro, de 25,5%.

No Rio de Janeiro, a desaceleração tem sido mais acentuada. Em março, alta acumulada em doze meses ficou em 28,8%, contra 31% registrados em fevereiro e 41,3% seis meses antes.

O Índice FipeZap é desenvolvido e calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e acompanha o preço médio do metro quadrado de apartamentos prontos com base em anúncios de imóveis da internet.

O índice composto inclui as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife,Fortaleza, Salvador e o Distrito Federal.

veja também