MENU

Dilma assina concessão à iniciativa privada de aeroporto no RN

Dilma assina concessão à iniciativa privada de aeroporto no RN

Atualizado: Segunda-feira, 28 Novembro de 2011 as 3:34

Dilma, ao lado da governadora do RN, Rosalba

Ciarlini, durante cerimônia para assinatura de

concessão de aeroporto em São Gonçalo do

Amarante. (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR) A presidente Dilma Rousseff assinou, nesta segunda-feira (28), no Rio Grande do Norte , o contrato de concessão do aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN), o primeiro a ser entregue à iniciativa privada no país.

Durante a cerimônia, Dilma, usando as obras de infraestrutura aeroportuária já anunciadas pelo governo com vistas à Copa do Mundo de 2014 como mote, voltou a afirmar que o Brasil deve tratar a crise internacional como "oportunidade" para crescimento e geração de empregos. Também ressaltou o diálogo entre governo federal e do estado - o que vem chamando de "pacto federativo". O RN é governado por Rosalba Ciarlini, governadora pelo DEM, partido de oposição ao governo federal.

"Governar, a gente tem a obrigação de governar junto. Porque aí não é vontade do presidente, do governador ou do prefeito. É a vontade do povo brasileiro. Porque você governa para ele, você não governa para os partidos, não governa para as instituições", disse, antes de citar a proximidade com a ex-governadora Wilma de Faria (PSB) para viabilizar o projeto do aeroporto, ainda na gestão do ex-presidente Lula. A presidente enumerou medidas econômicas que, segundo ela, deixam o Brasil em vantagem em relação aos países europeus e os EUA - onde há "aumento desenfreado do desemprego". "Nós somos um país que tem US$ 350 bilhões de reserva, que tem dinheiro suficiente para, sem mexer em um centavo do Orçamento, garantir o crédito para as empresas brasileiras", disse.

"Nós temos R$ 440 bilhões sem tocar em um centavo do Orçamento do povo brasileiro, temos a inflação caminhando para o centro da meta. Estamos num momento em que o Brasil tem um processo de distribuição de renda responsável, talvez o maior responsável pela nossa blindagem no exterior", completou.

Ela voltou a defender o consumo e a evolução do mercado interno como propulsor do crescimento em meio à crise.

Dilma ainda defendeu o interesse da iniciativa privada no setor e a atuação da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para a fiscalização e disse se tratar agora de nova etapa do desenvolvimento da estrutura aeroportuária brasileira.

Primeiro aeroporto

O leilão do aeroporto de São Gonçalo do Amarante aconteceu no dia 22 de agosto e teve o consórcio Inframérica como vencedor, com o lance de R$ 170 milhões – ágio de 228,82% sobre o valor mínimo estipulado pelo governo.

O consórcio vencedor é formado pelo grupo Engevix e a Corporacíon América , empresa que opera também todos os aeroportos concedidos ao setor privado na Argentina.

A Anac estima que o consórcio deva investir R$ 650 milhões na construção dos terminais e na operação do aeroporto – apenas as pistas estão concluídas. Ele vai substituir o atual Aeroporto Internacional Augusto Severo, que fica em Natal (RN).

A capital potiguar é uma das sedes da Copa de 2014 e o governo espera que o aeroporto de São Gonçalo do Amarante esteja pronto até lá. Entretanto, a Infraero está investindo na reforma do antigo aeroporto de Natal devido ao risco de que as obras não sejam concluídas a tempo.      

veja também