MENU

Dólar opera com desvalorização nesta terça

Dólar opera com desvalorização nesta terça

Atualizado: Terça-feira, 18 Janeiro de 2011 as 11:43

O dólar comercial opera em queda nesta manhã de terça-feira (18). Perto das 9h35, a moeda estava cotada a R$ 1,675 na venda, desvalorização de 0,47%. Na véspera, o dólar encerrou o pregão com queda de 0,11%, cotado a R$ 1,681 na compra e a R$ 1,683 na venda. Novos dados do mercado de trabalho brasileiro estão no foco dos agentes nesta terça-feira.

O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, anuncia os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) referentes ao mês de dezembro e ao balanço anual de 2010.

Ainda no cenário doméstico, começa hoje a primeira etapa da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que anuncia amanhã o próximo rumo para a taxa básica de juros (Selic), atualmente em 10,75% ao ano.

Nesta manhã, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) divulgou o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) do município de São Paulo relativo à segunda quadrissemana de janeiro, que ficou em 0,86%, enquanto a Fundação Getulio Vargas (FGV) revelou o IPC-S das capitais. Houve aceleração em seis de sete capitais pesquisadas.

Nos Estados Unidos, a volta do feriado reserva um indicador de produção industrial da região de Nova York e o índice de confiança do setor de construção, apresentado pela Associação Nacional dos Construtores (NAHB, na sigla em inglês). A China informa os dados de investimento estrangeiro direto de dezembro. Na Europa, estão marcados novos leilões de dívidas, desta vez de países como Alemanha, Espanha, Grécia, Bélgica, Hungria e Finlândia.

Os ministros das Finanças da zona do euro ainda voltam a discutir hoje novas formas de combater a crise da dívida, em reunião em Bruxelas.

Além disso, levantamento do instituto ZEW deverá mostrar como ficou a confiança do investidor na zona do euro e na Alemanha no mês inicial de 2011.

Amanhã, além da decisão do Copom, sai no Brasil a segunda prévia do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), enquanto o BC divulga o fluxo cambial semanal. No front externo, destaque para os números de construção de imóveis nos Estados Unidos.

Na quinta-feira, o mercado deverá repercutir indicadores de atividade chinesa, referentes ao crescimento do país no quarto trimestre, e à inflação, à produção industrial e às vendas do varejo de dezembro. Nos Estados Unidos, serão divulgados os números semanais de pedido de seguro-desemprego e de estoques de petróleo, além das vendas de imóveis existentes e os indicadores antecedentes de dezembro.

Este último sugere a direção da economia americana nos próximos três a seis meses. A semana se encerra esvaziada de indicadores, apenas com um dado de sentimento de negócios na Alemanha.

veja também