MENU

Dólar vale R$ 1,651, baixa de 0,06%; mercado mira indicador dos EUA

Dólar vale R$ 1,651, baixa de 0,06%; mercado mira indicador dos EUA

Atualizado: Sexta-feira, 4 Março de 2011 as 9:59

O dólar comercial é cotado por R$ 1,651 nas primeiras operações desta sexta-feira, em um declínio de 0,06% sobre o fechamento de ontem.

A agenda econômica tem poucos mais importantes indicadores. Pela manhã, os agentes financeiros repercutem os dois índices de inflação brasileiros: o IGP-DI e o IPCA (índice oficial para o regime de metas), ambos relativos a fevereiro. A alta dos preços deve ser avaliada à luz da última decisão do Banco Central, que decidiu ajustar a taxa básica de juros do país para 11,75% ao ano.

No front externo, o Departamento de Trabalho dos EUA revela o muito esperado relatório (o "payroll") sobre geração de vagas e taxa de desemprego, a partir das 11h30 (hora de Brasília). Analistas do mercado projetam a abertura de 174 mil empregos e uma taxa de 9%.

As condições do mercado de trabalho são um dos principais pontos fracos da recuperação americana. O Federal Reserve (banco central dos EUA) já admitiu que as taxas de desemprego podem levar anos até voltar aos níveis regulares, embora algumas notícias positivas tenham surgido nessa área.

Na quarta, consultoria americana ADP divulgou um influente relatório, em que aponta a abertura de 217 mil vagas (já descontadas as demissões) no setor privado no mês passado, ante 189 mil em janeiro. O número ficou bem acima das projeções do mercado (185 mil).

E ontem, o Departamento de Trabalho dos EUA reportou uma redução na demanda pelos benefícios do auxílio-desemprego: até semana passada, foram contabilizados 368 mil pedidos iniciais, ou 20 mil registros a menos que a totalização da semana anterior. Economistas do setor financeiro projetavam uma cifra na casa dos 390 mil.

veja também