MENU

Economia da Alemanha em 2010 tem maior expansão desde reunificação

Economia da Alemanha em 2010 tem maior expansão desde reunificação

Atualizado: Quarta-feira, 12 Janeiro de 2011 as 10

A economia alemã cresceu 3,6% em 2010 e registrou o melhor desempenho desde a reunificação, nos anos de 1990, impulsionada pelas exportações e, principalmente, pelo aumento do consumo interno, de acordo com cálculos preliminares divulgados pelo Departamento Federal de Estatísticas (Destatis) nesta quarta-feira (12).

As exportações aumentaram 14,2% em 2010 e as importações subiram menos, 13%. O gasto com consumo das famílias subiu 0,5% e o do governo, 2,2%, levando em conta ajuste de preço.

Os dados são preliminares. No dia 15 de fevereiro, o Destatis vai publicar os resultados do PIB para o quarto trimestre de 2010 e números revistos para o ano de 2010. No dia 24 daquele mesmo mês, o departamento apresenta informações detalhadas.

"Este foi o maior aumento do PIB desde a reunificação. Os dados mostram que as pessoas podem olhar para o futuro com otimismo", assegurou em comunicado o ministro da Economia, Rainer Brüderle.

Depois de ser duramente atingida pela crise e retroceder 4,7% em 2009, a economia alemã se recuperou muito mais rapidamente que a de outros países europeus e da maioria dos países desenvolvidos.

Primeiro país exportador europeu, a Alemanha se aproveitou da demanda dos países emergentes por seus carros, seus produtos químicos e seu maquinário industrial. As exportações alemães cresceram 14,2% este ano.

Graças à queda do desemprego, os alemães também voltaram pouco a pouco às lojas e o consumo cresceu 0,5%.

A Alemanha não registrava um taxa de crescimento similar desde a criação em 1991 das estatísticas para todo o território, depois da reunificação do país.

O recorde anterior era de 3,4% em 2006.

veja também