MENU

Espanha passa no teste e vende títulos de curto prazo

Espanha passa no teste e vende títulos de curto prazo

Atualizado: Terça-feira, 17 Janeiro de 2012 as 10

A Espanha deu um grande passo nesta terça-feira no primeiro teste para o apetite do investidor por seus títulos da dívida desde o rebaixamento de sua nota, vendendo 4,88 bilhões de euros em títulos do Tesouro antes de um desafio maior nesta semana.

O Tesouro projetava aumentar a venda para um valor entre 4 bilhões e 5 bilhões, uma prévia do que era chamado de "um teste legítimo" no leilão de quinta-feira, que venderá títulos com vencimento superior a dez anos.

Os rendimentos para os títulos com vencimento em 12 e 18 meses foram de 2,049 por cento e 2,399 por cento, respectivamente, levemente abaixo do esperado e um pouco mais que a metade do que foi pago para os mesmo títulos em dezembro.

A última vez que a Espanha vendeu títulos para esses vencimentos foi em dezembro, e os rendimentos foram de 4,050 por cento e 4,226 por cento, respectivamente.

A venda aconteceu antes que o Banco Central Europeu (BCE) alimentasse a demanda por títulos com vencimento mais curto da dívida da zona do euro com uma grande quantidade de dinheiro barato de três anos.

"Está claro que as medidas extraordinária de liquidez do BCE tiveram sucesso em aliviar a crise de crédito que estava se espalhando pela Europa e abriu um canal de financiamento indireto para países periféricos", afirmou o analista sênior da M&G Valores Nicolas Lopez.

A agência de classificação de risco Standard & Poor's cortou em duas notas o rating da Espanha na sexta-feira, uma parte da série de rebaixamentos feitos para os países envolvidos na crise da dívida soberana.

Embora os cortes tivessem sido precificados pelos mercados, as finanças públicas da Espanha continuam sob o olhar minucioso do mercado e é incerta a demanda pelos títulos do país cujos vencimentos se estendem para além da duração do dinheiro do BCE.

Nesta quinta-feira, a Espanha vai oferecer de 3,5 bilhões a 4,5 bilhões de títulos com vencimentos em 2016, 2019 e 2022, as duas últimas datas com vencimento posterior à duração dos empréstimos do BCE.

Analistas esperam que os títulos com vencimentos em 10 anos tenham rendimento por volta de 5,5 por cento.

A última vez que a Espanha vendeu títulos para esse vencimento foi em 15 de dezembro, quando o Tesouro pagou rendimentos de 5,545 por cento.

veja também