MENU

Excesso de chuva afeta bolso do consumidor

Excesso de chuva afeta bolso do consumidor

Atualizado: Segunda-feira, 17 Janeiro de 2011 as 10:06

Os excessos de chuvas no início de 2011 não têm prejudicado somente as regiões atingidas, os produtores e consumidores do mercado de hortifruti também acabam sofrendo as consequências dos tempos instáveis.

Prova disso, são os aumentos dos preços das hortaliças como agrião, alface,rúcula, brócolis, couve-flor que já podem ser notados pelos consumidores nas feiras-livres e supermercados. O reajuste entre 15% a 60% foi a maneira encontrada pelo pequeno produtor de compensar suas perdas.

Segundo a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), essa situação é normal em períodos de chuvas. De acordo com a Ceagesp,  os altos preços devem permanecer até a segunda quinzena de março.

Todavia, os reflexos das grandes quantidades de chuvas tomou proporções maiores no estado do Rio de Janeiro. A economista do Centro de Estudos Agrícolas da FGV, Ignez Vidigal Lopes explica: " A situação se tornou mais grave, pelo fato que grande parte do abastecimento desses itens ser produzido na região serrana, atingida pela tragédia dos deslizamentos, que interromperam as vias de escoamento e  isolaram regiões produtoras."

Mas, isso não indica que os produtos não serão encontrados pelos consumidores : "...a elevação dos  preços deverá viabilizar o fornecimento a partir de regiões e mercados mais distantes", afirma a economista.

A sugestão de Lopes da Ceagesp aos consumidores, é a mesma: a substituição de cardápio.  Alimentos como batata, cebola, beringela, pimentão e milho são opções de vegetais para consumo, já que não sofreram com as condições climáticas. As frutas como mamão, uva, melão, melancia, limão, manga, banana estão em safra, logo o preço está acessível e pode ser fácil encontra-los nos mercados.

Por: Nany de Castro

veja também