MENU

Feira Internacional de Cabras e Ovelhas movimenta setor em SP

Feira Internacional de Cabras e Ovelhas movimenta setor em SP

Atualizado: Quarta-feira, 23 Março de 2011 as 8:31

São Paulo está sediando, esta semana, mais uma edição da Feinco, a Feira Internacional de Cabras e Ovelhas. O Globo Rural esteve no Centro de Exposições para conferir as novidades deste ano.

Um ovino rústico, resistente às difíceis condições do semi-árido nordestino. De porte médio, carne saborosa e com alta taxa de fertilidade. “Um animal da raça soinga, em média, produz no primeiro ano de vida um parto, então automaticamente em um ano o criador já tem retorno da criação e já é melhor que outro, de outra raça, que tem que esperar de um ano a um ano e meio”, disse Diel Figueiredo, presidente da Associação dos Criadores de Ovinos Soinga do Brasil.

O soinga é resultado do cruzamento de três outras raças, com genética totalmente nacional. Pela primeira vez, os animais participam da Feinco, a Feira Internacional de Caprinos e Ovinos em São Paulo. Os criadores querem divulgar a raça nativa do Nordeste.

“Por ser criado no semi- árido, é um animal com pouca exigência alimentar. Aqui no centro-sul, que nós consideramos como ‘tapete verde do Brasil’, ele se destaca. Nós estamos com alguns animais no Paraná em condições extremamente diferentes do semi-árido e o criador está extremamente satisfeito”.

Os soinga dividem espaço na Feinco com mais de quatro mil animais de diversas raças. Dorper, texel e ile de france são algumas de ovinos. Entre os caprinos, anglo nubiano, boér e saanem.

Nos corredores da feira, os melhores exemplares do rebanho brasileiro. Uma matriz da raça suffolk chama atenção pela carcaça exuberante. Quase 148 quilos. O importante é impressionar.

“A Feinco é uma vitrine. A parte de comercialização é conseqüência, mas a finalidade maior é a exposição, a mostra dos animais”, contou o criador Mateus Sasso.

E é na pista de julgamento que eles exibem todo o investimento feito pelos criadores em melhoramento genético. Nada passa despercebido aos olhos dos jurados. “Essa elegância do animal como um todo, é importante também que além de ser harmônico, o animal tenha bastante músculo”, afirmou o jurado José Araújo.

O mercado de carnes de ovinos e caprinos está mesmo aquecido, mas a produção brasileira ainda não atende a demanda e esse é um dos principais temas da Feinco deste ano.

Para divulgar a qualidade da carne, principalmente de cordeiro, chefs de todo o país vão se revezar em uma cozinha, durante os cinco dias da feira, para ensinar receitas simples e saborosas, como o filé de cordeiro ao molho de iogurte com hortelã e limão.

Os ingredientes são:

200 gramas de filé de cordeiro

1 dente de alho amassado

1 copo de iogurte natural

2 colheres de sopa de azeite

1/2 limão

Chimichurri, uma mistura de oito ervas

Pimenta síria

Hortelã picada

E sal, tudo a gosto

O chef Carlos Soares ensina a receita. “Nós vamos agora temperar o filezinho de cordeiro. Sal a gosto, um pouquinho de alho, chimichurri, que é muito fácil de achar hoje em dia no Brasil inteiro, e o tempero sírio, aquela pimentinha árabe, que é muito boa. Passamos o tempero e coloca azeite extra virgem de oliva na frigideira bem aquecida. Basta dourar os filés de cada lado e já é hora de preparar o molho.

Para o molho, misture a hortelã picada e o suco do limão ao iogurte natural. Mistura bem e o molho vai frio sobre a carne ou ao lado dela. Está pronto. A carne é muito macia e tem sabor suave.

A Feinco vai até a sexta-feira, 25 de março.

veja também