MENU

Fluxo cambial fechou 2008 no vermelho, com déficit de US$ 983 milhões

Fluxo cambial fechou 2008 no vermelho, com déficit de US$ 983 milhões

Atualizado: Quinta-feira, 8 Janeiro de 2009 as 12

Fluxo cambial fechou 2008 no vermelho, com déficit de US$ 983 milhões

Depois de cinco anos seguidos de saldos positivos na movimentação de câmbio, o balanço de entradas e saídas de dólares, também conhecido como fluxo cambial, registrou saldo negativo de US$ 983 milhões no ano passado, de acordo com indicadores divulgados na última quarta-feira, dia 7 de janeiro, pelo Banco Central (BC).

Enquanto o câmbio comercial, que contabiliza todos os dados de comércio exterior, obteve superávit de US$ 47,9 bilhões no acumulado do ano, a conta financeira, que engloba operações com capitais e serviços, ficou deficitária em US$ 48,883 bilhões.

Além de 2008 ter sido um ano em que o saldo da balança comercial (exportações menos importações) foi bem menor que o de 2007, a movimentação financeira com pagamento de juros e remessas de lucros e dividendos para fora do país pesou mais que no ano anterior.

Até setembro do ano passado, o fluxo cambial era favorável ao Brasil, embora em menor escala que em 2007, quando foram registradas as maiores entradas de investimentos estrangeiros, e o país obteve superávit de US$ 87,454 bilhões.

Depois da quebra do quarto maior banco norte-americano de investimentos, o Lehman Brothers, e do acirramento da crise financeira internacional, o fluxo de divisas se inverteu, com os investidores estrangeiros redirecionando os recursos aqui aplicados para cobrir prejuízos lá fora; principalmente nos Estados Unidos, União Europeia e Japão.

Em decorrência disso, os três últimos meses do ano contabilizaram saldos negativos fortes: de US$ 4,639 bilhões em outubro, US$ 7,159 bilhões em novembro e de US$ 6,373 bilhões em dezembro.

veja também