MENU

Fluxo financeiro retorna ao patamar negativo em novembro, revela BC

Fluxo financeiro retorna ao patamar negativo em novembro, revela BC

Atualizado: Terça-feira, 22 Novembro de 2011 as 2:17

Informações divulgadas nesta terça-feira (22) pelo Banco Central revelam que houve a saída líquida de dólares do Brasil, ou seja, acima do volume das entradas de recursos do país, no montante de US$ 57 milhões na semana passada. Na parcial do mês, até o dia 22, porém, ainda houve ingresso maior de recursos na economia brasileira, no volume de US$ 1,2 bilhão.

O fluxo cambial brasileiro possui duas contas: a comercial, na qual são fechados os contratos de câmbio para operações de exportação e importação, e a conta financeira - que inclui as demais  operações, como os investimentos estrangeiros diretos e os recursos para aplicações financeiras, além das remessas de lucros e dividendos e empréstimos tomados no exterior, entre outros. Contas comercial e financeira

Na última semana, houve uma reversão na conta financeira. Antes positiva em US$ 1,1 bilhão, na parcial de novembro até o dia 11, a conta financeira passou a ficar negativa em US$ 191 milhões em novembro, no acumulado até o dia 18. Ou seja, US$ 1,32 bilhão deixaram o país pela conta financeira somente na última semana. Desde agosto deste ano que a conta financeira tem mais saída do que entrada de divisas.

Aconteceu, porém, um ingresso de recursos pela conta comercial, que estava positiva em US$ 128 milhões na parcial até o dia 11 de novembro. No acumulado até o dia 18, posição divulgada hoje pelo Banco Central, esta conta registrou um fluxo positivo de US$ 1,39 bilhão. Isso mostra que houve uma entrada de US$ 1,27 bilhão no Brasil por meio desta conta na última semana.

Parcial do ano

Na parcial de 2011, até 18 de novembro, segundo números do Banco Central, houve o ingresso líquido de US$ 69,37 bilhões no Brasil, o representa um crescimento de cerca de 185% acima do ingresso registrado em todo o ano de 2010, no valor de US$ 24,35 bilhões.

A entrada de dólares, na parcial de 2011, já é a segunda maior da história, mesmo sem o ano ter acabado, ficando abaixo apenas de 2007. Em todo aquele ano, US$ 87,45 bilhões ingressaram na economia brasileira.      

veja também