MENU

França e Alemanha não chegam a acordo e solução para crise é adiada

França e Alemanha não chegam a acordo e solução para crise é adiada

Atualizado: Sexta-feira, 21 Outubro de 2011 as 9:08

Divergências entre França e Alemanha levaram a adiar uma solução para a crise da dívida soberana europeia. No comunicado conjunto do presidente francês Nicolas Sarkozy e da chanceler alemã Angela Merkel, consta a impossibilidade de um acordo no encontro marcado para este fim de semana em Bruxelas e que vai haver novo encontro até quarta-feira.

A segunda reunião dos líderes europeus esvazia a discussão de domingo, que serviria para a adoção de decisões concretas mais importantes, indicou o jornal espanhol El País. Segundo a publicação, as autoridades europeias enfrentam três desafios significativos, que são a busca de uma solução para recapitalizar o setor bancário, o fortalecimento do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (EFSF, na sigla em inglês) e o acerto de uma contribuição maior dos bancos no segundo resgate grego a fim de se assegura a estabilidade da dívida do país.

Para isso, enumerou o El País, houve a convocação de encontro do Eurogrupo nesta sexta-feira, do Ecofin no sábado e do Conselho Europeu no domingo pela manhã e dos líderes europeus à tarde. Apesar das inúmeras reuniões, os três assuntos seguem abertos, o que motivou Alemanha e França a pedir mais tempo.

Conforme a nota divulgada por Sarkozy e Angela Merkel, os dois concordaram que todos os elementos do plano anticrise vão ser debatidos em profundidade no encontro de domingo 'a fim de que sejam adotados pelos chefes de Estado e governo em uma segunda reunião até quarta-feira'. Os dois dirigentes resolveram ainda ter uma conversa na véspera do encontro de líderes em Bruxelas.

Em entrevista ao jornal alemão Handelsblatt, o comissário europeu de Assuntos Econômicos, Olli Rehn, pediu que Paris e Berlim se ententadam sobre os mercanismos de resgate do euro.        

veja também