MENU

Gafisa reduz prejuízo para R$31,5 milhões no 1o trimestre

Gafisa reduz prejuízo para R$31,5 milhões no 1o trimestre

Atualizado: Quarta-feira, 9 Maio de 2012 as 8:34

A Gafisa fechou o primeiro trimestre com prejuízo de 31,5 milhões de reais, inferior às perdas registradas tanto em igual período de 2011 quanto nos três meses anteriores, em meio ao processo de reorganização das operações para voltar a crescer.

Apesar de negativo, o resultado mostrou recuperação em relação ao prejuízo sofrido no último trimestre do ano passado, que havia sido de 1 bilhão de reais. Um ano antes a perda havia sido de 43,3 milhões de reais.

A companhia atribuiu o prejuízo a reversões de receita em distratos relacionados às unidades do segmento de baixa renda - que tiveram forte impacto no desempenho do trimestre anterior-, além do reconhecimento de projetos com menores margens, resultado da revisão orçamentária já anunciada.

De janeiro a março, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado por despesas com plano de opções, minoritários e não recorrentes foi de 105,1 milhões de reais, mais de três vezes superior ao apurado um ano antes e revertendo o resultado negativo do quarto trimestre, de 798,2 milhões de reais.

A margem Ebitda, enquanto isso, cresceu de 3,9 para 11,3 por cento ano a ano.

O balanço, entretanto, apresentou queda de 50 por cento nas vendas contratadas na comparação anual, somando 408,2 milhões de reais no primeiro trimestre. Já os lançamentos foram 10 por cento menores, para 463,7 milhões de reais.

Os números consideram apenas a participação da Gafisa, sem a fatia de parceiros, nos projetos.

Apesar dos recuos na parte operacional, a construtora e incorporadora viu sua receita líquida avançar 27 por cento ano a ano, alcançando 927,8 milhões de reais. Em relação ao quarto trimestre do último ano, essa linha cresceu em quase dez vezes.

A Gafisa informou ter encerrado março com 947 milhões de reais em caixa, em linha com o saldo ao final de 2011. No período, o consumo de caixa foi de 76 milhões de reais.

"Excluindo-se o impacto da despesa de juros da dívida de 90 milhões de reais no primeiro trimestre, teríamos geração de caixa no período", acrescentou a empresa.

veja também