MENU

Governo adota novas medidas para apoiar produtores de arroz

Governo adota novas medidas para apoiar produtores de arroz

Atualizado: Segunda-feira, 27 Junho de 2011 as 5:14

O governo vai adotar novas medidas para apoiar os produtores de arroz. Serão feitos leilões para retirar do mercado um milhão de toneladas do grão. A ideia é permitir o aumento do preço do produto no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, esses dois Estados respondem por quase 100% de toda a produção nacional de arroz. Ao todo, esse novo pacote de medidas terá R$ 427 milhões.

O anúncio das medidas foi feito nesta segunda-feira pelo secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, José Carlos Vaz, e o secretário-adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Gilson Bittencourt.

Atualmente o setor sofre com uma produção do grão em excesso. Com isso, o preço do produto tem ficado abaixo do valor mínimo que é de R$ 25,80 para cada saca de arroz de 50 quilos.

"As ações do governo são no sentido de reduzir essa disponibilidade. O [atual] preço do arroz é porque você tem uma oferta maior que o consumo", disse Bittencourt.

Desde o inicio do ano, o governo vem tomando medidas para apoiar os produtores de arroz. Em fevereiro e março deste ano, o Ministério da Agricultura realizou leilões para a compra direta do grão. A ação envolveu gastos de R$ 675,4 milhões e o apoio à comercialização de 2,15 milhões de toneladas.

"Com as novas ações, o governo vai destinar, no total, a dotação de R$ 1,1 bilhão para apoiar a comercialização de 3,65 milhões de toneladas de arroz na safra 2010/2011", afirmou José Carlos Vaz.

Além dos leilões, o governo também decidiu criar um grupo de trabalho para discutir e propor novas diretrizes para o setor. Entre os principais assuntos que serão debatidos por esse grupo está a destinação do arroz para outras utilizações, como a fabricação de etanol e ração.

veja também