MENU

Grécia e credores se aproximam de acordo em Atenas

Grécia e credores se aproximam de acordo em Atenas

Atualizado: Sexta-feira, 20 Janeiro de 2012 as 10:34

A Grécia e seus credores privados retomam as negociações de swap de dívida nesta sexta-feira (20), com sinais de que podem estar se aproximando do tão esperado acordo para impedir um caótico default de Atenas.

A Grécia corre contra o tempo para conseguir até segunda-feira um acordo que permita uma nova injeção de ajuda externa, antes que vençam 14,5 bilhões de euros em bônus no mês de março.


Após um impasse nas negociações da semana passada por causa do cupom, ou pagamento de juros, que a Grécia precisa oferecer em seus novos bônus, os dois lados parecem estar agindo para superar suas diferenças.
"A atmosfera estava boa, progresso foi feito e nós continuaremos amanhã à tarde", disse o ministro das Finanças grego, Evangelos Venizelos, após uma série de reuniões em Atenas com Charles Dallara, diretor do Instituto Internacional de Finanças (IIF), que representa os credores privados.


O IIF emitiu um comunicado ecoando o comentário do ministro e considerou "produtivas" as discussões.


Banqueiros e fontes próximas às negociações disseram que um acordo pode ser selado nos próximos dias, embora previsões anteriores de uma resolução rápida tenham se mostrado prematuras.
"Eles estão caminhando para um acordo e eu acredito que eles conseguirão o mais cedo possível, talvez antes da reunião do Eurogroup na semana que vem", disse uma autoridade, que não quis ser identificada, à Reuters.
Aumentando a pressão, autoridades da "troika" de credores internacionais começaram reuniões com o governo grego nesta sexta-feira para discutir reformas e planos para finalizar o pacote de resgate.
"Agora é o momento crucial na batalha final pelo swap de dívida e o momento crucial na batalha final e definitiva pelo novo resgate", disse Venizelos ao Parlamento na quinta-feira. "Agora, agora! Agora é o momento para negociar pelo bem do país."


Os chefes da troika se reúnem com o ministro Venizelos e devem visitar o primeiro-ministro Lucas Papademos às 14h (horário de Brasília).

veja também