MENU

Grupo Bertin se reúne com setor elétrico para discutir dívidas

Grupo Bertin se reúne com setor elétrico para discutir dívidas

Atualizado: Sexta-feira, 25 Fevereiro de 2011 as 9:53

O presidente do grupo Bertin, Fernando Bertin, se reuniu nesta quinta-feira com o presidente da Chesf, Dilton da Conti, e outros representantes do setor elétrico para discutir pedaço da dívida do grupo referente a atrasos no cronograma de usinas termelétricas.

Segundo Conti, o foco da reunião de hoje foram duas usinas: Maracanaú e Borborema, que deveriam ter fornecido 230 MWm (megawatts médios) de potência no período de junho a dezembro de 2010 para a Chesf, que repassaria a energia para o sistema interligado.

O valor da dívida não está definido, mas "são valores significativos", afirmou Conti. O presidente da Chesf afirmou ainda que foi uma reunião de entendimentos, e que as negociações propriamente ditas devem começar em breve.

O grupo Bertin está inadimplente à CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica) por ter atrasado a entrada em operação de nove térmicas. A estimativa é de que a dívida total seja de aproximadamente R$ 400 milhões.

A dívida com a CCEE foi um dos motivos para que o grupo saísse do consórcio Norte Energia, responsável pelas obras da usina de Belo Monte. Gaia Energia e Contern Construtora, empresas do grupo Bertin, tinham 10,25% de participação no consórcio, mas apenas a Gaia, que tinha 9% de participação, deixou o consórcio.

"Queremos achar um bom termo para isso", disse Fernando Bertin, na saída da reunião.

Participaram também da reunião CCEE, Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), Ministério de Minas e Energia.

veja também