MENU

Imbra pede falência com dívidas de R$ 221,7 milhões, diz Tribunal

Imbra pede falência com dívidas de R$ 221,7 milhões, diz Tribunal

Atualizado: Quinta-feira, 7 Outubro de 2010 as 2:35

A empresa de tratamentos odontológicos Imbra entrou nesta quarta-feira (6) com pedido de autofalência na 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais - Foro Central Cível, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

O pedido de falência é um artifício utilizado por empresas que não conseguem pagar seus débitos e desejam ser declaradas insolventes pela Justiça, ou seja, incapazes de quitar suas dívidas.

De acordo com o processo protocolado no tribunal com o número 100.10.037076-3,  a solicitação foi feita para cobrir um total de R$ 221.761.356,28  em dívidas. O pedido será julgado pelo juiz Caio Marcelo Mendes de Oliveira.

A Imbra foi fundada em abril de 2006 e teve receita de vendas de R$ 105 milhões em 2007. Em junho, foi vendida pelo GP investimentos por US$ 1. O fundo havia comprado a rede e investido mais de US$ 125 milhões. A decisão foi revertida depois que a Imbra teve forte crescimento em suas dívidas e reclamações de atendimento.

O site da empresa está fora do ar. A empresa "Máquina da Notícia", responsável pela assessoria de imprensa da Imbra, diz que parou de prestar o serviço há cerca de 2 semanas.

Atendimento ao consumidor

O Procon-SP orienta que, enquanto a falência não for decretada pelo Poder Judiciário, os contratos celebrados deverão ser cumpridos integralmente.

"Caso o fornecedor não realize os procedimentos contratados, este deverá restituir os valores pagos, pelo consumidor, corrigidos monetariamente", informou em nota.

O consumidor que encontrar dificuldades em ser atendido pela empresa, deve procurar o Poder Judiciário, diz o órgão.     Postado por: Guilherme Pilão

veja também