MENU

Inadimplência cresce pelo 8º mês seguido em setembro, dizem lojistas

Inadimplência cresce pelo 8º mês seguido em setembro, dizem lojistas

Atualizado: Quinta-feira, 6 Outubro de 2011 as 9:26

A taxa de inadimplência subiu 5,8% em setembro deste ano na comparação com o mesmo mês do ano passado, informou nesta quinta-feira (6) a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas ( CNDL ) em conjunto com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).   De acordo com os lojistas, esta foi a oitava elevação consecutiva do indicador de inadimplência. A comparação com o mesmo mês do ano anterior é considerada mais apropriada pela CNDL. Contra agosto, a taxa recuou 3,62%. Já no acumulado dos nove primeiros meses deste ano, houve aumento de 5,26% na inadimplência.

Razões para o aumento

Segundo a CNDL, o aumento da inadimplência em setembro é um indicativo de que o "cenário inflacionário persistente" ainda exerce "pressão negativa" sobre o poder de compra do consumidor e sobre o nível de endividamento das famílias.

Outro fator que contribuiu para o aumento da inadimplência, na visão dos lojistas, foram as cinco subidas na taxa básica de juros efetuadas pelo Banco Central neste ano, antes de começar a baixar a taxa em agosto. Entre janeiro e julho deste ano, o aumento dos juros foi de 1,75 ponto percentual, visto que a taxa estava em 10,75% ao ano no fim de 2010 e passou para 12,50% ao ano em julho - recuando para 12% ao ano somente no fim de agosto.

"A elevação da inadimplência se deve as medidas de aperto monetário [subida de juros] no início do ano. O aumento dos juros e as restrições de prazo em linhas mais baratas acabou levando ao descontrole orçamentário das famílias", avaliou a CNDL em comunicado.

Consultas

A CNDL e a SPC Brasil informaram ainda que o número de consultas para compras a prazo e para pagamentos com cheques (indicador relacionado com o volume de vendas) subiu 3,46% em setembro deste ano, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Contra agosto deste ano, houve queda de 7,9% e, no acumulado do ano, foi registrada uma expansão de 5,5%.

De acordo com os lojistas, a combinação de um cenário externo negativo, e a desaceleração do ritmo de crescimento da economia, ainda não impactaram de forma negativa o desempenho do comércio, que tem apresentado resultados positivos.

Cancelamentos de registros

Os dados da CNDL/SPC Brasil mostram ainda que houve um aumento de 0,13% no cancelamento dos registros (de inadimplência) contra setembro do ano passado. Na comparação com agosto deste ano, o cancelamento de registros caiu 5,95% e, na parcial dos nove primeiros meses de 2011, cresceu 5,66%.

Metodologia

A CNDL lembra que sua base de dados incorpora os grandes e pequenos varejistas, mas não inclui as operações com cartões de crédito. As transações com cartões de crédito absorvem cerca de 20% do volume total de operações, segundo estimativas da entidade. Os dados da CNDL envolvem, porém, a consulta em mais de 150 milhões cadastros de pessoa física (CPF) de consumidores em 800 mil pontos de vendas credenciados.        

veja também