MENU

Inadimplência das empresas tem segunda queda seguida, diz Serasa

Inadimplência das empresas tem segunda queda seguida, diz Serasa

Atualizado: Segunda-feira, 28 Março de 2011 as 1:34

A inadimplência das empresas apresentou, em fevereiro, a segunda queda consecutiva na avaliação mensal, com recuo de 1,4% na comparação com janeiro de 2011, divulgou nesta segunda-feira (28) a Serasa Experian.   Os economistas da Serasa avaliam que a inadimplência segue em queda por conta da atividade econômica ainda aquecida em alguns segmentos e pela maior oferta de crédito para capital de giro e investimentos.

Entretanto, no primeiro bimestre deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado, há um aumento na inadimplência de 2,7%, efeito da maior quantidade de dias úteis no primeiro bimestre de 2011 em relação ao mesmo período do ano passado.

Os cheques devolvidos por falta de fundos avançaram 3,5% em fevereiro na avaliação mensal, dando uma contribuição de 1,2% para a alta do indicador. Os bancos registraram acréscimo de 2,2%, resultando em uma contribuição para a alta do indicador de 0,6%. Os protestos, contudo, apresentaram queda de 7,9%, dando uma contribuição negativa de 3,2%.

Pequenas tiveram menor queda

Na comparação mensal, as micro e pequenas empresas tiveram a menor queda na inadimplência, com variação negativa de 1%, seguidas das grandes empresas, com decréscimo de 6%, e médias empresas, com queda de 6,5%.

Na variação anual, todos os portes apresentaram alta. As micro e pequenas tiveram avanço de 7,9%, as médias de 8,5%, e as grandes de 18,9%.

Valor das dívidas

No primeiro bimestre de 2011, as dívidas com bancos tiveram um valor médio de R$ 5.134,90, aumento de 8,2% sobre o mesmo período do ano anterior, diz a Serasa.

Os títulos protestados registraram no primeiro bimestre do ano um valor médio de R$ 1.674,60, alta de 8,3%. Os cheques sem fundos registraram no período um valor médio de R$ 2.009,59, com elevação de 2,5%, na comparação com o primeiro bimestre do ano passado.      

veja também