MENU

Inadimplência dos brasileiros cresce 24,8% em janeiro

Inadimplência dos brasileiros cresce 24,8% em janeiro

Atualizado: Quarta-feira, 9 Fevereiro de 2011 as 11:01

A inadimplência dos consumidores brasileiros cresceu 24,8% em janeiro deste ano em relação ao mesmo mês de 2010, a maior alta anual desde julho de 2002, divulgou nesta quarta-feira (9) a Serasa Experian.

A relação mensal, ou seja, a comparação de janeiro deste ano com dezembro de 2010, contudo, registrou queda de 3,3%, aponta o Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor.

Para a Serasa, o recuo e o cenário econômico revelam que a inadimplência está sob controle. Para os economistas da empresa, o crescimento da inadimplência na comparação entre os meses de janeiro é resultado da expansão do endividamento dos consumidores, que cresceu acentuadamente durante todo o ano de 2010.

Por outro lado, os especialistas avaliam que o recuo registrado entre janeiro de 2011 e dezembro de 2010 mostra que a inadimplência do consumidor não conta com a mesma aceleração dos meses anteriores. Foram oito altas mensais seguidas entre maio e dezembro de 2010.

Cheques sem fundos

Na decomposição do indicador, os cheques sem fundos foram os principais responsáveis pelo recuo do índice mensal, com queda de 13,4% e contribuição negativa de 1,7%. A inadimplência não bancária (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como fornecimento de energia elétrica e água), as dívidas com os bancos e os títulos protestados também contribuíram negativamente com 0,6%, 0,8% e 0,2%, respectivamente, para o recuo do indicador.

Em janeiro de 2011, em comparação com o mesmo mês do ano anterior, o valor médio das dívidas com os bancos teve queda de 8,2%, representando a única modalidade com variação negativa. Já os cheques sem fundos, os títulos protestados e as dívidas não bancárias tiveram crescimento de 6,9%, 13,3% e 7,1%, respectivamente, diz a Serasa.  

veja também