MENU

Índice referencial de Xangai recuou 0,95%

Receio com cúpula europeia limita ganhos das bolsas na Ásia

Atualizado: Quinta-feira, 28 Junho de 2012 as 8:46

As bolsas de valores asiáticas subiram nesta quinta-feira (28) diante de encorajadores dados norte-americanos, porém os ganhos foram limitados com a tensão dos investidores antes da cúpula de líderes da União Europeia em busca de combater a duradoura crise da dívida zona do euro e impedir que ela se espalhe.


Na quarta-feira, as ações europeias recuperaram-se e os índices de Wall Street registraram seus maiores ganhos em uma semana após dados melhores que os esperados na demanda por bens duráveis nos EUA em maio, um medidor do aumento dos gastos de negócios planejados e aumento de vendas de casas pendentes em maio.


O índice Nikkei, do Japão, fechou com alta de 1,65%, mas o índice MSCI, que reúne mercados da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, caía 0,27% às 8h04 (horário de Brasília), após terem subido até 0,7%.
"É completamente um reflexo do fato de que os mercados europeus recuperaram-se um pouco ontem", afirmou o chefe de pesquisa da Societé Generale em Hong Kong, Guy Stear, sobre a alta em Tóquio.


O sentimento otimista pode evaporar ainda nesta quinta, porém, quando a cúpula de dois dias da União Europeia começar em Bruxelas (às 10h de Brasília), com a Alemanha, França e Itália abertamente divididas sobre colocar as prioridades nos problemas fundamentais de longo prazo do bloco antes de fazer pedidos por ações de emergência.


O euro subiu 0,4% para US$ 1,2514, que ainda não está muito longe de sua mínima em duas semanas, a US$ 1,2441, atingida na terça-feira, sustentado parcialmente por especulações de que o Banco Central Europeu tomaria atitudes na semana que vem para aliviar os bancos europeus e as tensões da dívida sobre mercados.


A bolsa de Cingapura subiu 0,18%, a 2.846 pontos, enquanto Taiwan caiu 0,19% e Hong Kong teve queda de 0,79%. O índice referencial de Xangai recuou 0,95% e Sydney teve variação positiva de 0,04%.

veja também