MENU

Inflação medida pelo IGP-DI desacelera em outubro, diz FGV

Inflação medida pelo IGP-DI desacelera em outubro, diz FGV

Atualizado: Terça-feira, 8 Novembro de 2011 as 10:41

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) desacelerou em outubro, ficando em 0,40% em outubro, após avançar 0,75% em setembro, segundo informou nesta terça-feira (8) a Fundação Getulio Vargas ( FGV ). No ano, o indicador acumula alta de 4,72% e, em 12 meses, de 6,78%.

Embora não seja mais usada para reajustar a tarifa de telefone, a taxa acumulada do IGP-DI ainda é usada como indexadora das dívidas dos estados com a União.

No caso dos três indicadores que compõem o IGP-DI, o Índice de Preços ao Produtor Amplo - Disponibilidade Interna (IPA-DI) subiu 0,48%, após avançar 0,94% em setembro. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-DI) teve avanço de 0,26% contra taxa positiva de 0,50% em setembro. Já o Índice Nacional de Custos da Construção (INCC-DI) mostrou alta de 0,23% em comparação com o aumento de 0,14% em setembro.

Agropecuária e indústria

Os preços agropecuários no setor atacadista voltaram a cair em outubro. Houve deflação de 0,62% nos preços dos produtos agrícolas no atacado, em comparação com o avanço de 1,85% em setembro. Já o setor industrial atacadista mostrou trajetória contrária, com taxa de inflação saltando de 0,62% para 0,87% de setembro para outubro.

Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais tiveram alta de 0,18% em outubro contra queda de 0,05% em setembro. Por sua vez, os preços dos bens intermediários subiram 0,77% no mês passado em comparação com o avanço de 0,65% em setembro. Já os preços das matérias-primas brutas tiveram alta de 0,44% em outubro, contra aumento de 2,44% em setembro.    

veja também