MENU

Inflação para baixa renda acelera com alta na tarifa de ônibus

Inflação para baixa renda acelera com alta na tarifa de ônibus

Atualizado: Quinta-feira, 4 Fevereiro de 2010 as 12

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1), que mede a variação de preços nas despesas de famílias com renda entre um e 2,5 salários mínimos acelerou 1,15 ponto percentual em janeiro em relação a dezembro e fechou em 1,32%. As tarifas de ônibus urbanos tiveram contribuição de destaque para a alta. O dado foi divulgado nesta quinta-feira pela Fundação Getúlio Vragas (FGV).

O indicador foi um pouco mais alto que o IPC, que fechou janeiro com alta de 1,29%.

Os itens que mais contribuíram para a alta do IPC-C1 em janeiro foram Transportes, que passou de alta de 0,01% em dezembro para 5,06% no mês passado; e Alimentação, que subiu de deflação de 0,16% em dezembro para inflação de 1,33% em janeiro.

Dentro destes itens, os subitens tarifas de ônibus urbanos (de estabilidade em dezembro para alta de 5,39% em janeiro) e hortaliças e legumes (de deflação de 2,28% em dezembro para alta de 4,09% em janeiro) foram os que mais subiram, segundo a FGV.

veja também