MENU

Inflação recua na maioria das capitais pesquisadas pela FGV

Inflação recua na maioria das capitais pesquisadas pela FGV

Atualizado: Terça-feira, 3 Março de 2009 as 12

Seis das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV) registraram desaceleração da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) na última prévia de fevereiro. Segundo levantamento divulgado hoje, 3 de março, Recife manteve o índice de 0,86% e foi a única capital que não registrou variação.

A pesquisa aponta que em Belo Horizonte registrou alta de 0,04%, ante 0,12%. Em Brasília, o indicador passou de 0,15% para 0,07%. São Paulo teve desaceleração de 0,29% para 0,16%. Em Salvador, a taxa de inflação, que chegou a 0,45% na terceira apuração de fevereiro, caiu para 0,03% no final do mês. No do Rio de Janeiro, o índice ficou em 0,16%, ante 0,42% registrado no levantamento anterior.

Segundo o estudo, o IPC-S de 28 de fevereiro de 2009 teve variação de 0,21%, 0,18 ponto percentual abaixo da taxa divulgada na última apuração.

São Paulo

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), fechou o mês de fevereiro com alta de 0,27%, variação inferior ao resultado de janeiro (0,46%). Foi a terceira menor taxa do ano, que superou apenas os índices da primeira e segunda prévia de janeiro (0,18% e 0,23%, respectivamente).

Dos sete grupos pesquisados, quatro apresentaram desaceleração comparados ao comportamento dos preços na pesquisa divulgada há 30 dias: alimentação, com alta de 0,33%, ante 0,68% do encerramento de janeiro; despesas pessoais, com 0,29% , ante 0,59%; saúde, com 0,21%, ante 0,42%; e educação, com 0,13%, ante 5,95%.

O grupo transporte teve alta de 0,34%. No fechamento de janeiro tinha caído 0,30%. Em movimento contrário, o grupo vestuário recuou 0,61%. Desde a terceira prévia de janeiro, esse grupo vem apresentando variações negativas, sendo que a maior queda ocorreu na primeira prévia de fevereiro (-0,81%).

veja também