MENU

Investimento no Tesouro Direto chega a R$ 5 bi em fevereiro

Investimento no Tesouro Direto chega a R$ 5 bi em fevereiro

Atualizado: Quinta-feira, 24 Março de 2011 as 12:35

O estoque de títulos públicos vendidos por meio do Tesouro Direto nas mãos de pessoas físicas ultrapassou o patamar recorde de R$ 5 bilhões em fevereiro, aumento de 50% em 12 meses.

O número de novos clientes habilitados para comprar títulos do governo diretamente pela internet bateu recorde no mês passado. Foram cadastradas 5.902 pessoas, o que eleva o total para 225,6 mil.

No mês passado, os títulos mais vendidos foram aqueles indexados à inflação (NTN-B e NTN-B principal), seguidos pelos papéis prefixados (LTN e NTN-F), cada um representando pouco mais de 43% das vendas. O restante se refere aos títulos remunerados pela taxa básica de juros (LFT).

Dados do Tesouro Nacional mostram que, até a última quarta-feira (23), a rentabilidade acumulada em 12 meses nesses papéis varia de 10,94% a 22,23%, acima da inflação de 6%.

Para entrar no Tesouro Direto, é preciso estar cadastrado em um banco ou corretora. A taxa cobrada por essas instituições varia de zero a 1% ao ano.

veja também