MENU

IPOs do setor de consumo devem se destacar em 2011, estima Bovespa

IPOs do setor de consumo devem se destacar em 2011, estima Bovespa

Atualizado: Quarta-feira, 2 Fevereiro de 2011 as 3:59

Este deve ser o ano da retomada das ofertas públicas na BM&FBovespa, mas 2011 também será o ano do setor de consumo na bolsa.

Na avaliação do diretor-presidente da BM&FBovespa, Edemir Pinto, em termos de ofertas públicas iniciais (IPOs, na sigla em inglês), o segmento vai se destacar este ano, junto com os setores de petróleo e gás e infraestrutura.

"Varejo e consumo vão decolar", disse o presidente da bolsa, durante estreia das negociações com ações da fabricante e varejista do setor de calçados Arezzo, a primeira do ano. Ele destacou o fato de a forte demanda ter feito com que o preço por papel tenha ficado no teto do intervalo sugerido, que ia de R$ 15 a R$ 19.

No total, a operação levantou R$ 565,8 milhões. Nos primeiros minutos de pregão, as ações da companhia subiram mais de 10%.

O mesmo não se repetiu no caso da oferta inicial de ações da administradora de shoppings Sonae Sierra, que precisou reduzir o valor estimado para sua operação. A faixa de preço por ação sugerida ia de R$ 21,50 a 26,50, mas a companhia fechou a operação a R$ 20 o papel.

O executivo reiterou estar confiante de que o volume levantado em IPOs este ano deve ser pelo menos igual ao registrado em 2007. Na ocasião, 64 empresas estrearam no mercado de capitais brasileiro, captando R$ 55,6 bilhões.

Só entre a última semana de janeiro e esta semana, seis companhias concluem operações. Além da Arezzo e da Sonae Sierra, há as também estreantes Queiroz Galvão e Autometal, e as já listadas Magnesita e Tecnisa.

veja também