MENU

Itália deve reduzir seu endividamento, avalia FMI

Itália deve reduzir seu endividamento, avalia FMI

Atualizado: Quarta-feira, 13 Julho de 2011 as 9:12

A economia da Itália está se fortalecendo, mas, ao mesmo tempo, o endividamento público é alto e o crescimento deve ficar limitado por causa de gargalos estruturais, avalia o Fundo Monetário Internacional (FMI) na conclusão das consultas do Artigo 4 com a Itália, divulgada nesta terça-feira (13).

Os representantes do Fundo avaliaram que o pacote fiscal anunciado pelo governo é um passo importante para tornar viável a redução do déficit fiscal para abaixo de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2012 e ficar perto de zero em 2014. Eles se mostraram animados com a intenção da gestão italiana de rever os gastos públicos e esperam que essa análise resulte em uma diminuição do gasto público e na melhoria da eficiência do setor.

Em meio ao temor de que a Itália seja mais uma vítima da crise europeia, tanto o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, como o ministro das Finanças do país, Giulio Tremonti, confiam que o conjunto de medidas de austeridade fiscal seja aprovado pelo Parlamento até sexta-feira.            

veja também