MENU

Janeiro bate recorde na criação de empregos

Janeiro bate recorde na criação de empregos

Atualizado: Quinta-feira, 18 Fevereiro de 2010 as 12

O mês de janeiro bateu recorde histórico na geração de empregos, com mais 181.419 mil novas vagas criadas, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira pelo ministro do Trabalho, Carlos Lupi.

Os dados fazem parte do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e já haviam sido antecipados pelo ministro no início do mês. No período, foram registradas 1,41 milhões de admissões contra 1,22 milhões de demissões. O valor é 27% superior ao recorde anterior, registrado em janeiro de 2008, quando foram criadas 142.921 vagas.

- Esse resultado significa a plena recuperação [da economia] e a entrada em 2010 a todo o vapor, principalmente no setor industrial, que gerou 69 mil postos de trabalho.

Os setores que mais geraram emprego foram: indústria da transformação (68.920), seguido por serviços (57.889) e construção civil (54.330). O único a registrar queda foi o comércio, que fechou 6.787 vagas, em especial devido ao fim dos contratos temporários das festas de fim de ano.

O Estado de São Paulo registrou o maior saldo positivo, com 51.132 novas vagas, seguido por Minas Gerais (20.492) e Santa Catarina (19.290). Os estados onde as demissões superaram as admissões foram: Ceará (- 2.254), Alagoas (-913) e Acre (-202).

Em  2009, foram fechados 101.748 empregos, o que sinaliza já em 2010 uma recuperação quase que total no número de vagas criadas no mês. O ano passado registrou ainda o menor número de vagas criadas desde 2003, com a criação de 995.110 postos de trabalho. A redução foi puxada em especial pelo mês de dezembro, quando foram fechadas 415 mil vagas. Em todo o ano de 2009, foram contratados 16,187 milhões de trabalhadores e demitidos 15,192 milhões.

Segundo Lupi, o Brasil deve gerar neste ano 2 milhões de postos de trabalho, quase o dobro do verificado em 2009. O resultado é superior à meta do ministro da Fazenda, Guido Mantega, que prevê a criação de 1,6 milhão de empregos.

- O setor da indústria, que estava mais fraco em 2009, se recuperou definitivamente. É o que paga o melhor salário e dá mais poder de compra porque são mais duráveis. Minha previsão é sempre otimista e em 2010 o Brasil vai entrar na história na criação de empregos.

veja também