MENU

Japão adota estratégia para impulsionar crescimento

Japão adota estratégia para impulsionar crescimento

Atualizado: Segunda-feira, 21 Junho de 2010 as 12:45

O governo japonês adotou nesta sexta-feira uma nova estratégia de crescimento que visa a uma alta de 2% do Produto Interno Bruto (PIB) por anos até 2020 e a criação de cinco milhões de empregos, dando prioridade a setores como a tecnologia ecológica, turismo e saúde

O primeiro-ministro de centro-esquerda Naoto Kan também quer construir "uma economia forte, finanças públicas robustas e um sistema de segurança social sólido", segundo reiterou desde que chegou ao poder no início do mês. Esta estratégia tem como objetivo "alcançar um crescimento de mais de 2%" na década em curso, contra 1% anual durante a década de 2000, anunciou o governo.

Tem também como propósito tirar a segunda economia mundial da deflação, na qual está mergulhada desde o início de 2009, durante o ano orçamentário de abril de 2011 a março de 2012. O governo japonês também quer baixar rapidamente a taxa de desemprego a 3 ou 4% frente aos 5% atuais.

Para conseguir isso, designou sete setores estratégicos: meio ambiente, ciência e tecnologia, saúde, turismo, aproximação com a Ásia, recursos humanos e finanças.

Em termos de meio ambiente, as autoridades japonesas pretendem incentivar o mercado das energias renováveis a um trilhão de ienes (11 bilhões de dólares) até 2020, contando com a criação de 1,4 milhão de postos de trabalho.

O projeto quer, por outro lado, converter o Japão num centro de acolhida de pacientes estrangeiros, equipado com tecnologia médica de ponta, e incentivar a elaboração de novos medicamentos. No total, as autoridades prevêem a criação de 2,8 milhões de empregos no setor médico em 10 anos.

O governo também espera aumentar drasticamente o número de turistas que visitam o Japão, com um objetivo de 25 milhões em 2020, frente aos 6,79 milhões de 2009.

veja também