MENU

Kalunga desembarca no Sul e nega venda da rede

Kalunga desembarca no Sul e nega venda da rede

Atualizado: Segunda-feira, 3 Outubro de 2011 as 2:54

A varejista de material de escritório Kalunga está investindo cerca de R$ 25 milhões este ano para expandir suas fronteiras. A empresa, dona de 70 lojas em cinco Estados e no Distrito Federal, abre até o início de novembro uma unidade em Porto Alegre.

Este ano, a rede também desembarcou em Santa Catarina. "Os Estados do Sul estão entre as nossas prioridades de expansão, ao lado de Goiânia, Brasília e Rio de Janeiro", diz o gerente comercial da Kalunga, Hoslei Pimenta. Até o fim de dezembro, a Kalunga deve abrir mais 10 lojas.

A empresa nega que esteja procurando um comprador, conforme notícia veiculada pela imprensa nos últimos dias. "No passado, já fomos sondados por grandes redes mundiais e por fundos de investimento, mas não existe nada no momento", afirma Pimenta.

Duas potenciais interessadas no passado foram as americanas Staples e Office Depot. Este ano, o faturamento da Kalunga deve atingir R$ 1,2 bilhão, com crescimento de 20% sobre o total de 2010. O mix de informática, como notebooks e impressoras, representa 55% das vendas da empresa.

Segundo Pimentel, a rede ainda não sentiu retração nas vendas de informática por conta do aumento dos juros. "Nossa venda parcelada pode chegar até 10 vezes sem juros no cartão, dependendo da negociação fechada com o fabricante", afirma. "Mas acreditamos que isso pode acontecer em um futuro próximo". Hoje, mais de 70% das vendas da Kalunga são para escritórios.          

veja também