MENU

Álcool e açúcar pesam e prévia do IGP-M fica em 0,98% em fevereiro

Álcool e açúcar pesam e prévia do IGP-M fica em 0,98% em fevereiro

Atualizado: Quarta-feira, 10 Fevereiro de 2010 as 12

A inflação calculada pelo Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) sofreu forte elevação na primeira prévia de fevereiro, para 0,98%, bem acima da taxa de 0,27% no mês anterior. Com a variação, o indicador acumula taxa de 1,62% no ano.

Entre os componentes do IGP-M, a maior aceleração veio dos preços por atacado. A taxa do Índice de Preços por Atacado (IPA) quase quintuplicou na passagem de janeiro para fevereiro, passando de 0,25% para 1,16%.

As maiores influências de alta sobre os preços por atacado vieram da cana-de-açúcar e seus derivados: o açúcar cristal subiu 23,81%; o álcool anidro, 15,53%; e a cana, 3,54%.

Para o consumidor, a inflação de 0,75%, acima da variação de 0,40% do mês anterior, sentiu novamente a influência dos preços das tarifas de ônibus urbanos que, com alta de 4,09%, exerceram o maior peso sobre o indicador. O preço do álcool combustível, que subiu 9,36%, também pesou.

Entre os grupos que compõem o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), ficaram maiores as taxas de variação de transportes (de 0,37% para 2,18%), educação, leitura e recreação (de 0,05% para 1,00%), despesas diversas (de &S208;0,01% para 0,24%), habitação (de 0,12% para 0,29%) e alimentação (de 0,79% para 0,86%).

Em contrapartida, apresentaram desaceleração as taxas dos grupos Vestuário (de 1,04% para 0,48%) e Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,37% para 0,26%).

Terceiro componente do IGP-M, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) apresentou na primeira prévia de fevereiro taxa de 0,41%. No mesmo período de janeiro, a taxa fora de 0,07%.

veja também