MENU

Lucro da AmBev cresce 47,5% no terceiro trimestre

Lucro da AmBev cresce 47,5% no terceiro trimestre

Atualizado: Quarta-feira, 3 Novembro de 2010 as 11:38

A fabricante de bebidas AmBev anunciou nesta quarta-feira que encerrou o terceiro trimestre com salto de 47,5% no lucro líquido em relação ao obtido um ano antes, para R$ 1,815 bilhão.

Já no acumulado dos nove primeiros meses do ano, o lucro líquido da empresa somou R$ 4,97 bilhões, alta de 18,6%.

O resultado, segundo a companhia, foi apoiado em incremento do volume de vendas no Brasil, que foi de 12% entre julho e setembro. Essa expansão, por sua vez, decorreu do aumento do volume de cerveja, cujo crescimento foi de 12,5% no terceiro quarto do ano. Enquanto isso, as vendas de refrigerantes e não-alcoolicos avançaram 10,4% na relação anual.

"No Brasil os fundamentos macroeconômicos positivos continuam a dar suporte ao crescimento da indústria. Além disso, o sucesso das nossas inovações e ganhos de market share em comparação com 2009 continuaram alavancando o crescimento do volume de cerveja", afirma a AmBev no demonstrativo de resultados.

Contribuiu para o resultado também o desempenho financeiro. A empresa teve um resultado financeiro líquido positivo de R$ 48 milhões no terceiro trimestre contra perda de R$ 243,1 milhões um ano antes.

O volume de vendas global cresceu 8,1% no terceiro trimestre, sendo que a região chamada pela empresa de "HILA-Ex" (operações no norte da América Latina) respondeu por uma alta de 4,1% e a América Latina Sul, por um avanço de 2,1%. O volume, contudo, foi parcialmente afetado por uma queda de 5,4% no Canadá.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) encerrou o período em R$ 2,653 bilhões, alta de 11,8%. A margem passou de 43,8% para 44,4%.

Apesar do aumento das vendas, a HILA-Ex registrou Ebitda negativo de R$ 21 milhões no período, impactada pela queda no volume de cerveja na Venezuela, onde as operações continuam "desafiadoras", conforme a empresa.

No final de agosto a AmBev anunciou a integração de suas operações às da venezuelana Cerveceria Regional. Com a conclusão do negócio, ocorrida em 20 de outubro, a AmBev passou a deter 15% da Regional, cujos resultados devem ser incorporados ao balanço no quarto trimestre.

De julho a setembro, a receita por hectolitro no Brasil totalizou R$ 145,7 milhões, alta de 6% ano a ano.

Se considerada apenas a receita por hectolitro de cerveja, houve expansão de 6,2%, somando R$ 162,3 milhões, "devido aos nossos aumentos de preço em linha com a inflação e ao impacto positivo do aumento na distribuição direta".

A receita por hectolitro da operação de refrigerantes e não-alcoólicos cresceu 3,9% no terceiro trimestre, a R$ 97,2 milhões.

A AmBev informou ainda que, nos nove meses até setembro, os investimentos realizados estão próximos de R$ 1,5 bilhão. Até dezembro, a empresa estima concluir o plano de R$ 2 bilhões aportados no país.

veja também