MENU

Lula diz que 'não esperava estar vivo' para ver dados sobre desemprego

Lula diz que 'não esperava estar vivo' para ver dados sobre desemprego

Atualizado: Sexta-feira, 17 Dezembro de 2010 as 2:18

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comentou nesta sexta-feira (17), durante a reunião de cúpula dos chefes de Estado do Mercosul, em Foz do Iguaçu (PR), a taxa de desemprego no Brasil divulgada pelo Instituto Brasileiro Geografia e Estatística (IBGE), de 5,7%. O percentual é o menor desde março de 2002, quando teve início a série histórica da Pesquisa Mensal do Emprego.

Lula disse que a informação era importante para mostrar “aos nossos convidados estrangeiros o porquê do nosso otimismo” e afirmou que não esperava “estar vivo” para receber a notícia.

“Eu fiquei no movimento sindical toda a década de 70 e 80. E não esperava estar vivo para ver uma notícia que acabo de receber, o desemprego no Brasil é o menor da série histórica, 5,7%. Isso, há dez anos atrás, 15 anos atrás, a gente imaginava que isso aconteceria na Austrália, na Alemanha, na França, nos EUA e agora está acontecendo aqui pelas bandas do Mercosul", disse o presidente.   Segundo ele, "é um marco importante, isso deve estar acontecendo em todos os países aqui, o aumento do emprego e a diminuição do desemprego. Acho que é uma conquista extraordinária para o povo da América do Sul.”

Despedida

A reunião marca o fim da presidência temporária do Brasil à frente do bloco – o Paraguai assumirá no próximo semestre – e coincide com o término do mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Palácio do Planalto.

Assim como ocorreu na 20ª Cúpula Ibero-Americana , realizada no início do mês em Mar del Plata, na Argentina, Lula foi novamente homenageado. Os presidentes do Uruguai, José Mujica; do Paraguai, Fernando Lugo; da Argentina, Cristina Kirchner; do Chile, Sebastián Piñera; e da Bolívia, Evo Morales, homenagearam Lula em seus discursos.

Morales foi aplaudido pelos demais presidentes ao dizer que Lula deveria ser o próximo secretário-geral das Nações Unidas. "Por sua experiência, capacidade de persuadir e inclusive até de nos frear", afirmou o presidente da Bolívia sobre Lula.

O presidente do Chile disse que Lula é "imprescindível". O presidente brasileiro devolveu o elogio e parabenizou o colega chileno por liderar o resgate , em outubro, de 33 mineiros na Mina San José, no norte do país. "O Chile em 2010 proporcionou uma imagem ao mundo que é provavelmente a imagem mais forte de solidariedade que vimos. Os mineiros soterrados e o esforço do seu governo para resgatá-los foi uma imagem que será inesquecível por muito tempo. Acho que da minha cabeça nunca vai sair", afirmou.

Mulheres

O presidente Lula comentou, durante a reunião, sobre os governos exercidos por mulheres e afirmou que a questão de gênero parece estar "mais do que reconhecida" no Mercosul e na América do Sul. Ele disse que a ex-presidente do Chile Michele Bachelet terminou o mandato com 80% de aprovação e que pesquisas da Argentina apontam 70% de aprovação para a presidente Cristina Kirchner.

Em seguida, ele citou a presidente eleita, Dilma Rousseff. "A Dilma, antes de tomar posse, tem 62% de expectativa positiva. Acho que se vocês cuidarem de seus países como cuidam das famílias, estarão maravilhosamente bem guardados nossos países", afirmou Lula.    

veja também