MENU

Lula pede que EUA negociem retaliação de produtos com o Brasil

Lula pede que EUA negociem retaliação de produtos com o Brasil

Atualizado: Quarta-feira, 10 Março de 2010 as 12

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu ao presidente ao dos Estados Unidos, Barack Obama, que coloque uma equipe do governo americano para negociar rapidamente com o governo brasileiro a decisão da Organização Mundial do Comércio (OMC) que autorizou o Brasil a retaliar produtos dos EUA.

"Obama, os Estados Unidos são muito ricos e podem fazer o que quiserem na economia. Se os Estados Unidos tivessem junto com o Brasil, feito um acordo na rodada de Doha, em 2008, se tivessem assinado conosco a proposta, nós não estaríamos brigando agora. O povo africano estaria vendendo seu algodão na Europa e nos Estados Unidos", disse Lula.

Lista de retaliação

Nesta semana, cumprindo a decisão da OMC, o Brasil divulgou uma lista de cem produtos que terão o Imposto de Importação reajustado (em alguns casos, a alíquota pode chegar a 100%) por conta dos prejuízos causados à economia brasileira pelo subsídio que o governo americano concede a seus produtores de algodão.

A retaliação em produtos, segundo o governo brasileiro, poderá chegar a US$ 591 milhões. Entretanto, o governo também informou que vai preparar outra lista, até 23 de março, que depois será posta em consulta pública, para uma possível retaliação em propriedade intelectual.

Confronto

Lula frisou que o Brasil não tem interesse em um confronto com os Estados Unidos, mas quer que a decisão da OMC seja respeitada. Segundo o presidente, se uma decisão de um organismo multilateral não é respeitada, o mundo fica desgovernado.

"Queria pedir ao companheiro Obama que colocasse as suas pessoas para negociar rapidamente. O Brasil não tem nenhum interesse em nenhuma confrontação com os Estados Unidos, mas tem interesse em quem os Estados Unidos respeitem a decisão da OMC tanto quanto o Brasil respeitará a OMC quando ela decidir contra nós", disse.

Por: Maria Angélica Oliveira

veja também