MENU

Mais barato, bacalhau vira "prato feito" na Páscoa

Mais barato, bacalhau vira "prato feito" na Páscoa

Atualizado: Terça-feira, 19 Abril de 2011 as 10:03

Mais leve no bolso do consumidor, o bacalhau se tornou uma alternativa acessível em 2011. Com a desvalorização do dólar em relação ao real, o preço do peixe já caiu 9,23% nos últimos 12 meses, de acordo com o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) - a inflação oficial do governo.

Como a carne e o peixe de água doce tiveram os preços reajustados desde o ano passado, o bacalhau deve aparecer como o “prato feito” do brasileiro nessa Páscoa.

Para o presidente do Corecon-SP (Conselho Regional de Economia de São Paulo), Carlos Alberto Safatle, o peixe será “o prato da semana santa porque o preço ficou muito convidativo”.

- O bacalhau vai ser praticamente o PF da semana santa. Isso porque o preço da carne de boi quanto a de frango e a de peixe estão muito caras. Já a do bacalhau teve o problema cambial, que jogou a favor e deixou o peixe muito atraente.

Nos últimos 12 meses, também segundo a inflação oficial do governo, a carne bovina ficou 22,82% mais cara para o consumidor, enquanto o preço do peixe de água doce está 15,17% mais salgado.

O economista da FGV (Fundação Getulio Vargas) André Braz explica que existem o bacalhau legítimo e os peixes “tipo bacalhau”. Mesmo assim, o preço dos dois tipos recuam com a queda do dólar e quem tem a ganhar com isso é o consumidor, afirma o economista.

- O câmbio mais barato faz o bacalhau importado ficar mais competitivo no mercado interno. Então, os outros tipos do peixe, que são usados para ficarem parecidos com o bacalhau - aqueles “tipo bacalhau” e que têm preços mais baixos - também ficam mais baratos para fazer competição. Então, se o bacalhau bom, que é mais caro, fica mais barato, ele empurra para baixo o preço do peixe similar.

Além da questão do câmbio, o bolso do brasileiro está mais cheio nesse ano, o que também vai ajudar o consumidor a comprar mais em 2011, explica Braz.

- Dado esse contexto de crescimento da renda do brasileiro e a queda do preço do bacalhau em relação ao ano passado, quem quiser terá mais condições de consumir o produto.

O preço médio do bacalhau legítimo, importado da Noruega, custa cerca de R$ 32, enquanto o mais barato, do “tipo bacalhau”, sai em torno de R$ 18, segundo o economista.

Assista ao vídeo abaixo do Hoje em Dia e veja as dicas do Edu Guedes para escolher o melhor bacalhau para a Páscoa.

veja também