MENU

Marabraz compra marca Mappin por R$ 5 milhões

Marabraz compra marca Mappin por R$ 5 milhões

Atualizado: Quinta-feira, 24 Dezembro de 2009 as 12

A rede varejista Marabraz adquiriu a marca Mappin neste mês por R$ 5 milhões. A empresa venceu o leilão judicial da marca, realizado no dia 3 de dezembro, com uma oferta cerca de 60% abaixo do valor da empresa avaliado pela Justiça, de R$ 12 milhões. Porém, como em leilões anteriores não houve a oferta, a Justiça autorizou a venda. O Mappin faliu em 1999 e passa por um processo de liquidação de ativos. As informações são de uma fonte familiar com a operação.

Um dos sócios da Marabraz, Adiel Fares, negou a realização do negócio. A reportagem do iG apurou, no entanto, que a aquisição do Mappin foi feita por meio da LP Administradora de Bens, que pertence a outro sócio do grupo Marabraz.

A Marabraz é uma rede especializada na venda de móveis, focada nas classes C, D e E. Dona de mais de cem lojas no Estado de São Paulo, a Marabraz pertence aos irmãos Fares - Adiel, Nasser, Jamel e Bahjet -, filhos do fundador da empresa, Abdul Hadi Mohammed Fares.

O negócio foi “uma bela ideia” da Marabraz, afirmou o presidente da Eletros (Associação Nacional dos Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos), Lourival Kiçula. Para ele, a aquisição estende o público-alvo da Marabraz para o consumidor de alta renda. ''O Mappin é uma marca conhecida do consumidor de alta renda. Ela pode dar mais sofisticação a Marabraz'', diz Kiçula.

Pioneira

O Mappin foi uma das redes pioneiras de comércio varejista em São Paulo e tornou-se ponto de encontro da elite paulistana no início do século. Fundada em 1913 por imigrantes ingleses, a empresa popularizou um conceito similar ao de shopping center com a oferta de produtos variados na mesma loja e foi uma das primeiras a oferecer crediário.

Em 1996, o Mappin foi vendido para o empresário Ricardo Mansur, que também adquiriu a rede Mesbla. A empresa entrou em falência em 1999, junto com a Mesbla.

O negócio sucede outras aquisições no mercado de varejo de móveis e eletrodomésticos. Neste ano, o Grupo Pão de Açúcar comprou as marcas Ponto Frio e Casas Bahia. Para o presidente da Abimóvel (Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário), José Luiz Diaz Fernandez, mais compras devem ser anunciadas em 2010. ''Há uma tendência de concentração do mercado de móveis e eletrodomésticos em grandes e médias redes''.

Por Marina Gazzoni

veja também