MENU

Mercado de trabalho terá o melhor desempenho da história em 2010

Mercado de trabalho terá o melhor desempenho da história em 2010

Atualizado: Quinta-feira, 19 Agosto de 2010 as 11:58

O mercado de trabalho no Brasil em 2010 deve ter o melhor resultado da história. Segundo a projeção de alguns economistas, a geração líquida de postos de trabalho (saldo total de admissões e dispensas de empregados, sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho) deve se aproximar de 2 milhões vagas no consolidado do ano.

O melhor resultado da série histórica, iniciada em 1992, do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged),foi registrado em 2007. Naquele ano, o saldo líquido de vagas no mercado de trabalho do País foi de 1.617.392.

Mas esse número pode ser superado hoje. Nesta quinta-feira, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulga os números do Caged referentes ao mês de julho. No acumulado do ano até junho, o saldo líquido do mercado de trabalho está em 1.473.320 vagas. Como as previsões dos especialistas no tema apontam que o resultado em julho deve ser de um saldo entre 180 mil e 200 mil vagas, o desempenho recorde acumulado em 2007 deve ser superado. Os setores de serviços e comércio devem seguir liderando a geração de postos de trabalho no País. Confiança na economia Segundo o economista Fábio Romão, da consultoria LCA, o desaquecimento da economia no segundo trimestre também terá reflexos no mercado de trabalho. O ritmo de contratações será menos pujante do que o verificado no início do ano, mas o desempenho deve continuar ainda em um nível elevado. No primeiro semestre, o saldo líquido de empregos em média foi de 235 mil postos por mês. “ Esse patamar poderá ficar um pouco abaixo das 200 mil vagas, mas ainda é um resultado forte e demonstra a confiança dos empresários na economia”, avalia Romão.

Para o economista da LCA, a evolução do mercado de trabalho segue na esteira do crescimento econômico verificado nos últimos anos. “Houve um aumento na formalização da mão de obra e crescimento da renda do trabalhador. Esse maior poder de consumo da população, aliado a uma certa estabilidade de preços, tornou mais fácil para os empresários prever o cenário econômico e planejar investimentos em projetos para expansão dos negócios, contribuindo para sustentar o ritmo elevado de contratações no País”, diz.

Comércio e serviços

Na avaliação dos especialistas que acompanham a evolução do mercado de trabalho, os números do setor no ano representam um dos melhores desempenhos da história recente do País, talvez só comparável ao período de forte crescimento da economia na década de 1970, conhecido como “Milagre Brasileiro”.

A maior geração de empregos nos setores de serviços e no comércio, segundo os analistas, indica que o Brasil está evoluindo para um cenário já consolidado em economias desenvolvidas como a dos Estados Unidos e de alguns países da Europa, onde a participação da população no emprego industrial vem caindo. “Essa mudança no perfil do emprego não é negativa e indica que a economia brasileira está buscando outras formas de crescer”, afirma o economista da Gradual Investimentos, André Perfeito.

Postado por: Thatiane de Souza

veja também