MENU

Ministro da Fazenda diz que salário mínimo ficará em R$ 545

Ministro da Fazenda diz que salário mínimo ficará em R$ 545

Atualizado: Sábado, 15 Janeiro de 2011 as 8:50

O comércio exterior brasileiro teve um déficit comercial com os mercados externos de US$ 70,9 bilhões em 2010, dado que significa um aumento de 95% em relação ao ano anterior, informou nesta sexta-feira a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

A Fiesp explicou que o saldo negativo ocorreu porque as importações cresceram 45% no ano passado, enquanto as exportações só aumentaram 18%.

Segundo dados oficiais, a balança comercial em seu conjunto registra superávit, mas em 2010 o saldo positivo foi de US$ 20,278 bilhões, 19,8% a menos que no período anterior e o valor mais baixo em oito anos.

No ano passado, as vendas ao exterior do Brasil cresceram 31,4% até o número recorde de US$ 201,916 bilhões, enquanto as compras avançaram ainda mais, 41,6%, até US$ 181,638 bilhões.

Para a Fiesp, o saldo comercial positivo se apoia nos altos preços internacionais das matérias-primas, especialmente na mineração, petróleo e açúcar.

O ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Fernando Pimentel, atribuiu a contração do superávit comercial à "guerra" de divisas, que, em sua opinião, cria efeitos prejudiciais sobre a indústria brasileira.

O termo "guerra de divisas" foi criado pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, que nesta sexta-feira aprovou uma operação de compra da moeda estrangeira para conter a apreciação do real frente à moeda americana.

Segundo estudos divulgados na semana passada por empresas de análise de mercado, o real acumulou uma apreciação de 108% desde 2003, em um contínuo processo de valorização frente ao dólar que se acelerou desde 2009.  

veja também