MENU

No primeiro dia na Casa Branca, Obama discute operação militar no Iraque

No primeiro dia na Casa Branca, Obama discute operação militar no Iraque

Atualizado: Quinta-feira, 22 Janeiro de 2009 as 12

O novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, dedicou seu primeiro dia na Casa Branca à operação militar no Iraque, mostrando que está disposto a cumprir uma de suas promessas de campanha: a retirada das tropas norte-americanas daquele país. Na última terça-feira, dia 20 de janeiro, no discurso de posse, Obama reiterou o compromisso. Até a explosão da crise financeira internacional, a Guerra do Iraque era um dos temas centrais da campanha à Presidência.

De acordo com o Departamento de Defesa, o presidente passa todo o dia de hoje em reuniões com o Conselho Nacional de Defesa, incluindo representantes do Pentágono e líderes da ação naquele país. Também estão previstos encontros com o secretário de Defesa, Robert Gates, e chefes da Marinha e do Exército.

O general-de-exército Raymond T. Odierno, comandante da força multinacional no Iraque, participará da reunião por teleconferência. "Este é logicamente um primeiro passo", afirmou a jornalistas o porta-voz do Pentágono, Bryan Whitman.

Ontem à noite, em um dos dez bailes dos quais participou com a esposa, Michelle, o novo presidente prestou homenagem aos soldados norte-americanos em missões em diferentes países.

"Neste momento, enquanto estamos reunidos aqui em Washington, sabemos que temos tropas em todos os cantos do mundo, muitas delas em perigo. Estamos lutando em duas guerras. Enfrentamos perigosas ameaças à nossa segurança. Dependemos dos homens e mulheres de nossas forças armadas para nos manterem em segurança", disse Obama

Ele chegou, inclusive, a falar, por videoconferência, com soldados que estão no Afeganistão.

veja também