MENU

O Brasil serve de inspiração para os EUA, diz especialista

O Brasil serve de inspiração para os EUA, diz especialista

Atualizado: Sexta-feira, 4 Junho de 2010 as 2:19

Em maio, foram criadas 431 mil novas vagas de emprego nos Estados Unidos , os dados são do Departamento de Trabalho norte-americano. Segundo o relatório apresentado nesta sexta-feira (4), o governo foi o grande empregador, absorvendo 411 mil trabalhadores. O número é o maior registrado nos últimos dez anos. Para o cientista político David Fleischer - americano naturalizado no Brasil - o resultado foi impulsionado por uma revisão nos parâmetros de regulação americanos. "Antes, os bancos eram autorregulados, o que ajudou estourar a crise. Agora, o governo americano tem adotado medidas de regulação", compara o professor da Universidade de Brasília (UnB).

Fleischer defendeu o Brasil como exemplo para os EUA. "O Banco Central brasileiro ainda deixa a desejar, mas não permite que os bancos privados façam o que bem entendem. Isso ajudou o país a se equilibrar durante as turbulências. Esse tipo de iniciativa foi inspiração para os EUA", avaliou. 

A taxa de desemprego caiu de 9,9% em abril para 9,7% em maio. Mas o professor alerta que o valor ainda é preocupante. Segundo ele, a cada mês existe uma fila maior de gente à procura de uma vaga de trabalho e que os EUA precisam de um crescimento no Produto Interno Bruto (PIB) muito maior do que o atual para atender a esta demanda. "Desde 2008 o PIB americano é negativo, só voltou a ser positivo este ano. Há muito a se fazer ainda para melhorar estes números".

veja também