MENU

O desemprego na Espanha aumentou ainda mais no último trimestre de 2012

O desemprego na Espanha aumentou ainda mais no último trimestre de 2012

Atualizado: Quinta-feira, 24 Janeiro de 2013 as 8:19

 

O desemprego na Espanha aumentou ainda mais no último trimestre de 2012, a 26,02% da população economicamente ativa, segundo os números oficiais publicados nesta quinta-feira (24), enquanto o país segue afundado em uma recessão e em um esforço de austeridade sem precedentes.
 
No fim de dezembro, a Espanha contava com 5.965.400 desempregados, 187.300 a mais que no trimestre anterior, anunciou o Instituto Nacional de Estatística (INE).
 
A taxa de desemprego ao fim do terceiro trimestre se situou em 26,02% e as previsões do governo para o fim de 2012, de 24,6%, foram amplamente superadas.
 
Este novo crescimento do desemprego, que significa um recorde na história recente do país, se une ao provável agravamento da recessão na qual está instalada a quarta economia da Eurozona desde o fim de 2011.
 
Segundo as previsões do Banco da Espanha, o Produto Interno Bruto (PIB) do país pode ter retrocedido 0,6% entre outubro e dezembro de 2012, sendo a contração trimestral mais destacada nos últimos três anos.
 
Para colocar fim ao seu alto déficit público, a Espanha realizou um amplo programa de austeridade com o objetivo de economizar 150 bilhões de euros entre 2012 e 2014, 39 bilhões deles em 2013, o que dificulta a recuperação econômica e do emprego.
 

veja também