MENU

Obama dificultará a ampliação do livre comércio, diz cientista político

Obama dificultará a ampliação do livre comércio, diz cientista político

Atualizado: Quarta-feira, 5 Novembro de 2008 as 12

Obama dificultará a ampliação do livre comércio, diz cientista político

O professor de ciências políticas da Universidade de Brasília (UnB) João Paulo Peixoto disse dia 3 de novembro, em entrevista ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional, que o Partido Democrata, do candidato à Presidência Barack Obana é mais influenciado pelos sindicatos e isto faz com que exerça uma postura protecionista. "Esta postura pode dificultar a ampliação do livre comércio adotada pelo Partido Republicano", avaliou o professor.

De acordo com o professor, nas relações dos Estados Unidos com o Brasil os Republicanos e os Democratas podem ser bons ou maus, dependendo da conjuntura econômica e os interesses em jogo.

"Tivemos bons momentos com o presidente Fernando Henrique [Cardoso] e o democrata Bill Clinton. Durante o regime militar, Médici [general Garrastazu] teve boas relações com o [Richard] Nixon, que era republicano", exemplificou.

Peixoto disse que a crise econômica mundial influenciou diretamente as eleições presidenciais, beneficiando o candidato Democrata, que debitou a culpa pela crise às políticas liberais adotadas durante oito anos pelo presidente George W. Bush.

"A atual crise mundial mudou completamente o foco das eleições nos Estados Unidos. Questões como a guerra do Iraque, do Afeganistão, a segurança nacional e o terrorismo ficaram em segundo plano. A situação econômica atinge mais diretamente o povo americano, em todas as classes sociais. Isto fez com que McCain que tinha grande experiência em relações internacionais perdesse o momento dele", destacou Peixoto.

veja também