MENU

Objetivo da medida é reduzir déficit, diz Pimentel

Objetivo da medida é reduzir déficit, diz Pimentel

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 12:21

SÃO PAULO - O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, disse na quinta-feira, 12, que as licenças não automáticas foram adotadas em razão do "fortíssimo" déficit comercial no setor automobilístico.

"De janeiro a abril de 2010, o déficit da balança de veículos foi de US$ 790 milhões. Neste ano, no período, já chegou a US$ 1,9 bilhão. Só isso já explica por que é necessário monitorar as importações do setor", afirmou, ao chegar à cerimônia do prêmio Top Imobiliário, organizado em São Paulo pelo Grupo Estado, Embraesp e Secovi-SP.

Pimentel reiterou que a medida não é uma forma de retaliar a Argentina. "De fato, estamos reclamando da retenção de produtos nossos na fronteira da Argentina, mas a questão é o déficit na balança. Não tivemos o intuito de retaliar a Argentina."

No evento, Pimentel fez ainda algumas observações sobre a alta da inflação no País. "Eu não tenho medo de inflação. Tenho medo é de quem gosta de juro alto. Esse papo de inflação tem muito exagero. Tem um aquecimento natural da demanda, fruto da inclusão e ascensão de pessoas ao consumo. E tem também a pressão das commodities. Mas varejista nenhum vai remarcar preço à toa. Em síntese, a inflação vai cair, e o juro deve acompanhar."

veja também